Livre pensar é só pensar!

Para não desligar os neurônios

A empatia necessária ao conhecimento…

Wendell Lima
http://www.thebobs.com.br | killer@lidernet.com.br | 189.82.68.7

Grande Henricão!

Essa Lei Seca confirma uma velha frase que sempre rolou nas mentes e nos corações dos brasileiros: “O Brasil é um país de contrastes”.Contrastes sim, pois, quem rouba “zilhões” nos eternos esquemas fraudulentos que existem por ai não vai preso! Porém, experimente tomar 2 latinhas de cerveja depois de um dia estressante de trabalho e ir dirigindo para sua residência…Ainda bem que existem algumas ilhas de bom senso, nesse mar de incoerências… como é caso do juiz citado. Um abraço!
Wendell Lima

De Olha aí: acharam a Lei Seca!, 2008/09/15 at 9:25 PM

christopher s nobrega
chris_hibrido@hotmail.com | 201.95.208.47

acredito que não seja um genio como esse garoto, mas algumas das coisas ditadas pelo garoto sempre atormentaram minha vida sempre fui taxado como mentiroso por todos e acredito que existe bem mais coisas na terra que se possa dizer.

De “Crianças azuis”: quase inacreditável!…, 2008/09/15 at 3:13 PM

Amigos Wendel e Chris, além de agradecer a participação de vcs, nada mais posso dizer do que fico feliz por encontrar eco entre os temas postados aqui e a percepção adequada e proativa de cada um de vcs. Isto nos alegra porque semear informações direcionadas para um mundo mais justo e solidário é a missão principal deste blog. Para muitos, pode parecer pretensão esta missão que nos auto-atribuímos, mas já se disse que “se vc não pode mudar o mundo, tente mudar pelo menos o pequeno mundo ao seu redor”. Um abraço fraterno.

terça-feira, 16 setembro, 2008 Posted by | Trocando Idéias | | Deixe um comentário

Assumindo de peito aberto, o bom combate…

Hoje ao postar o comentário sobre a oposição aloprada, por tabela lembrei-me do saudoso Darcy Ribeiro, homem profundamente culto e sem meias palavras que, já doente do câncer que o vitimaria, escreveu o seu último e maravilhoso livro (O povo brasileiro) e nele, escreveu algo capaz de alentar a todos aqueles que têm ou buscam a coragem de optar pelo lado que lhe parece honroso e justo. Passo a vocês esta jóia de comprometimento social:

“[…] Sou um homem de causas. Vivi sempre pregando, lutando, como um cruzado, pelas causas que me comovem. Elas são muitas, demais: a salvação dos índios, a escolarização das crianças, a reforma agrária, o socialismo em liberdade, a universidade necessária. Na verdade, somei mais fracassos que vitórias em minhas lutas, mas isso não importa. Horrível seria ter ficado ao lado dos que venceram nessas batalhas. Portanto, não se iluda comigo leitor. Além de antropólogo, sou homem de fé e de partido. Faço política e faço ciência movido por razões éticas e por um profundo patriotismo. Não procure, aqui, análise isenta. Este é um livro que quer ser participante, que aspira a influir sobre as pessoas, que aspira ajudar o Brasil a encontrar-se a si mesmo”  (Darcy Ribeiro)

terça-feira, 16 setembro, 2008 Posted by | Comentário | | Deixe um comentário

A oposição aloprou!!

O presidente do famigerado PSDB, disse ontem no jornal que fazer oposição tá caindo de moda no Brasil! A imensa maioria dos candidatos, mesmo os que sempre fizeram oposição ao governo Lula, ou avisam que se eleitos farão alianças com ele ou simplesmente não o atacam. Aqui no Pará, até a candidata do DEM à prefeitura de Belém,  que fez parte da oposição pitbull ao Lula, diz que buscará alianças com o dito cujo. Porque será? Será pelo fato do Lulinha Paz e Amor ter provado ser mais forte e competente do que todos eles? Estarão enfim, reconhecendo que  vontade política é tão ou mais importante do que escolaridade, para governar? Não acredito… Estes políticos e muitos dos cientistas políticos estão apenas reconhecendo que, por alguma razão que eles não conseguem descobrir (acima da batida desculpa de que “o povo é alienado”), o presidente alcançou uma blindagem pessoal inigualável junto ao eleitorado de todas as classes e o melhor neste caso, é se fingir de morto ou de leso. Até que surja a oportunidade tão buscada nestes seis anos e nunca encontrada: uma brecha ética, moral, econômica ou social, na armadura deste fenômeno político. Sequer param para pensar que fazer oposição não caiu de moda, o que caiu de moda foi a oposição insana, oportunista, irresponsável, preconceituosa e imoral. Nenhum homem, partido ou governo, consegue atender a todas as demandas de uma sociedade, em um período de quatro ou oito anos, e o próprio Lula reconhece isso. Mas basta ver a propaganda eleitoral gratuita, todos os dias, todos os candidatos prometendo mundos e fundos e mostrando apenas o que os adversários não fizeram. Tática burra, oportunista, imoral e que agride a inteligência de qualquer eleitor, com se cada um de nós fôsse um debilóide. Sequer percebem que a eleição do Lula foi uma rejeição nacional às práticas políticas tradicionais das elites e ao sectarismo  revolucionário da esquerda pré-muro de Berlim. Sequer percebem que o povo sentiu em sua própria vida os resultados positivos de um “neoliberalismo socialmente comprometido” e isto influenciou proativamente o seu comportamento político. Sequer percebem que o povo, por suas percepções objetivas, nas pesquisas de opinião mantiveram os mandatos do presidente, mesmo diante do ataque pessoal, feroz e imoral que o parlamento e a mídia lhe fizeram ao longo destes anos todos. Sequer percebem que a farsa das CPI’s, que não puniram ninguém e tinham como única meta o impechemant presidencial, ficou cristalinamente transparente em seus objetivos escusos, para a população. Esta classe política perniciosa e vagabunda que ainda está aí, continua achando que o povo não pensa e que está sendo vítima de mais um presidente populista. Esquecem que os fatos, embora demorem, suplantam as empulhações. Por isso estão aloprando, dizendo que caiu de moda fazer oposição, ou camuflando sua postura lobordeira diante de uma situação incontornável. Que o povo consiga enxergar, em meio a essa alcatéia, os políticos que possam dar continuidade ou ampliar os nossos avanços sócio-econômicos dos últimos anos, e elegê-los. O resto, deixa com o Lulinha, que ele resolve…

terça-feira, 16 setembro, 2008 Posted by | Comentário | , | Deixe um comentário