Livre pensar é só pensar!

Para não desligar os neurônios

Nações hegemônicas: a hora do acerto de contas histórico demorou, mas chegou…

LISBOA, MADRID, ATENAS: A PACIÊNCIA ESGOTOU 

A caminho do quinto ano, a crise mantém os pobres no limbo dos renegados; ao contrário do que se viu nos anos 30,  subordina seu resgate à salvação das finanças, um foco criticado pela Presidenta Dilma Rousseff, na ONU, nesta 3ª feira. A prioridade ortodoxa justifica jogar mais cargas ao mar e ofusca a questão política central dos dias que correm: o capitalismo gera cada vez mais pobres e, como admitiu Mitt Romney,  o mercado não tem o que dizer a eles. É estrutural à hegemonia financeira, não um efeito da crise. Um estudo minucioso sobre a situação da classe trabalhadora nos EUA mostra a persistente disseminação da pobreza na maior potencia capitalista da terra, antes, durante e depois do colapso de 2008. (LEIA MAIS AQUI)

(Carta Maior; 4ª feira/26/
Anúncios

quarta-feira, 26 setembro, 2012 - Posted by | Repassando... | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: