Livre pensar é só pensar!

Para não desligar os neurônios

Caso Snowden: a cronologia criminosa global do Titio e seus asseclas…

É impressionante o despudor com que a canalha ianque lança mão de todos os recursos (legais ou não, imorais ou não) para manter e/ou ampliar a sua prática imperialista, dando uma de xerife global e fazendo tudo aquilo que condena nos outros. Façam o que eu digo, mas não façam o que eu faço, é o lema do Titio. E por falar nisso, descubro tardiamente que o Tio Sam, em verdade, é extremamente democrático e segue à risca a democracia original grega: pobre e escravo não decidiam nada, as parcerias democráticas de defesa se esfacelavam e renasciam ao sabor das conveniências das cidades-estado e a dominação sobre as demais nações era “democraticamente” exercida no jugo militar. Se repararam, parece demais com a democracia que os ianques exerceram e/ou exercem no mundo: Vietnã, América Latina, Oriente Médio e África. Então, sendo tão helenicamente democrático, torna-se profundamete natural a sua prática de espionagem recém-denunciada, a postura arrogante de traída pelos denunciadores e, por fim, diante do mal estar internacional, chegar ao cúmulo de fechar várias embaixadas suas no mundo, sob o pretexto de evitar atentados descobertos pela denunciada espionagem. Não deu nenhum detalhe dos seus argumentos para tal. Apenas disse que a espionagem realizada permitiu evitar os atentados que estariam programados. Assim, fica fácil justificar até o assassinato da mãe…

Se o estômago permitir, dêem uma olhada nas notícias sob o caso mais recente de denúncia do protagonismo criminoso da “democracia grega” dos famigerados EUA…
_______________________________________________________________________________________________________

Caso Snowden entra no caminho de Cristina Kirchner na ONU
A presidenta Cristina Kirchner discursará nesta terça (6) no Conselho de Segurança da ONU, tendo como pano de fundo a atual tensão nas relações entre Washington e Moscou. Como ela e seus parceiros regionais lidarão com o caso Snowden, neste momento em que Argentina acaba de assumir a presidência do conselho? Por Martín Granovsky, do Página 12 > LEIA MAIS |                          Internacional | 06/08/2013
_____________________________________________________________________________________________
Nós somos a alta tecnologia da espionagem global
Todas as fantasias dos adeptos das teorias conspiratórias que imaginavam os EUA espionando cada canto do planeta com satélites e dispositivos ultra tecnológicos viraram fumaça em um par de dias. A alta tecnologia da espionagem global somos nós mesmos, não satélites espiões, nem raios invisíveis. Nós entregamos nossos correios, nossos segredos, as fotos e os nomes de nossos filhos e irmãos, de nossos amigos, envoltos em um papel de presente transparente. Especialistas em tecnologias da informação concordam: é imperativo mudar nossa cultura na rede. Por Eduardo Febbro, de Paris > LEIA MAIS |                          Internacional | 04/08/2013
______________________________________________________________________________________
Foram Manning, Snowden e Assange que correram riscos para expor crimes
Manning fez algo muito corajoso para tornar públicas as maquinações do modo de fazer guerra moderna dos EUA. Edward Snowden expôs a sofisticação e alcance extraordinários do sistema de vigilância. E Julian Assange se senta entre as quatro paredes de seu reduto, perseguido pelo crime de publicar. Por Amy Goodman, Democracy Now > LEIA MAIS |                          Internacional | 04/08/2013
_____________________________________________________________________________________
EUA financiam agência de espionagem eletrônica britânica
Em um novo capítulo da novela que devemos a Edward Snowden, o jornal britânico The Guardian revela que a GCHQ recebeu nos últimos três anos cerca de 160 milhões de dólares de financiamento de sua homóloga estadunidense, a Agência Nacional de Segurança. As duas organizações são responsáveis pelo desenvolvimento de novas tecnologias para a interceptação massiva do tráfego pela internet. Por Marcelo Justo, de Londres > LEIA MAIS |                          Internacional | 04/08/2013
_______________________________________________________________________________________
Ferramenta do governo estadunidense coleta “praticamente tudo que um usuário faz na internet”
XKeyscore, programa da Agência de Segurança Nacional norte-americana, não requer qualquer autorização para que agentes vasculhem e-mails, bate-papos e históricos de navegador. A cada dia, diz relatório da própria Agência de Segurança Nacional, entre 1 e 2 bilhões de registros eram adicionados aos servidores. > LEIA MAIS |                          Internacional | 01/08/2013
______________________________________________________________________________________
Caso Snowden está mudando o mundo digital
O caso Edward Snowden nos levou a mudar de mundo, a modificar nossos hábitos no mundo digital e a exigir dos poderes públicos uma intervenção mais decisiva nesta área. É isso o que disse à ‘Carta Maior’ Isabelle Falque-Pierrotin, a presidenta da Comissão Nacional de Informática e Liberdades (CNIL), organismo francês encarregado de cuidar da proteção dos dados pessoais. Por Eduardo Febbro, de Paris > LEIA MAIS |                          Internacional | 31/07/2013
__________________________________________________________________________________________________
Centro de ciber-espionagem do Reino Unido é maior que o dos EUA
O Government Communications HeadQuarter é o quartel general de espionagem na rede do Reino Unido, o “Grande Irmão” inglês. Considerado mais intrometido até que o centro de dados de Utah, da NSA americana. Nenhum só bit se move na rede sem que esse monstro o classifique, o agrupe e cuspa o resultado. Um grande templo à repressão. Por ‘Tarcoteca Contrainformação’ > LEIA MAIS |                          Internacional | 27/07/2013
_________________________________________________________________________________________________
Caso Snowden tem um giro de 180 graus Informações de que Estados Unidos ainda não formalizaram um pedido de extradição contra Snowden, dirigido ao governo de Moscou, e de que as autoridades de imigração da Rússia concederam ao “whistleblower” documentos provisórios provocaram uma reviravolta de 180 graus no caso. Por Flávio Aguiar > LEIA MAIS |                          Internacional | 25/07/2013
______________________________________________________________________________________________
Snowden não se equivocou ao fugir dos EUA
Snowden acha que não fez nada mal. Estou absolutamente de acordo. Mais de 40 anos depois da publicação, sem permissão, dos Papéis do Pentágono por minha parte, essas filtrações continuam sendo o sangue vital de uma imprensa livre e de nossa república. Por Daniel Ellsberg > LEIA MAIS |                          Internacional | 24/07/2013
____________________________________________________________________________________________
América Latina está bastante furiosa e a Europa, um pouquinho
Diante da espionagem dos EUA e do constrangimento causado a Evo Morales, nações latino-americanas elevaram o tom contra os norte-americanos e ofereceram asilo a Snowden. Mas depois se descobriu que também europeus haviam sido espionados. Eles tiveram de reclamar, ainda que num tom mais baixo. Por Juan Gelman, Página 12 > LEIA MAIS |                          Política | 18/07/2013
______________________________________________________________________________________________
Espionagem global: ‘A liberdade de cada cidadão está ameaçada’
À Carta Maior, o advogado Patrick Baudouin, presidente de honra da Federação Internacional de Direitos Humanos (FIDH), explica as bases da ação judicial na França contra a Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos e várias empresas de internet. > LEIA MAIS |                          Internacional | 16/07/2013
____________________________________________________________________
As implicações político-jurídicas do caso Snowden no Brasil
Brasil possui somente uma lei que trata do crime de espionagem, e ela é do final do regime militar. Essa prática ensejaria o enquadramento na Lei de Segurança Nacional de n. 7170/83. Além disso, após a Constituição de 1988, e coincidentemente no período FHC, entrou em vigor a lei 9296/96, que buscava regulamentar as interceptações telefônicas. Por Andre Luiz Hoffmann > LEIA MAIS |                          Internacional | 16/07/2013
______________________________________________________________________________________________
Batendo à qualquer porta: a saga de Snowden em busca de asilo
O mais importante não são revelações específicas sobre as vigilâncias doméstica e estrangeira, mas a revelação de que os EUA creem que podem dominar a América Latina e o mundo todo. Por Norman Pollack, do Counterpunch. > LEIA MAIS |                          Internacional | 15/07/2013
____________________________________________________________________
Mauro Santayana Punição para os hitlernautas
Os hitlernautas não devem ser subestimados. É melhor que a sociedade os conheça. A apologia da quebra do estado de direito é crime e deve ser combatida com os rigores da lei.  Cabe ao Ministério Público, com a ajuda da Polícia Federal, identificá-los e denunciá-los à Justiça, para que sejam julgados e punidos, em defesa da democracia. > LEIA MAIS |                          Colunistas | 14/07/2013
____________________________________________________________________________________________
Contratada no governo FHC, Booz-Allen já operava como gabinete paralelo da comunidade da informação dos EUA
No portfólio da Booz-Allen, estão algumas das áreas em que a empresa atuou e que, a partir de agora, dadas as acusações de espionagem, estão sob suspeita. As “reformas governamentais” dos anos 1990 aparecem em destaque. A empresa orientou a reforma do sistema eleitoral do México e a privatização de empresas em diferentes países, incluindo os setores de bancos, energia, siderurgia e telecomunicações no Brasil. > LEIA MAIS |                          Internacional | 14/07/2013
_______________________________________________________________________________________
Argentina também foi alvo do grande grampo
A presidenta Kirchner pediu ao Mercosul que eleve seu protesto na reunião da semana passada. Dilma e seu chanceler já intercambiaram reclamações com Washington, que, por sua vez, dobra a aposta para recuperar Snowden. “Petróleo” e “energia”, duas das palavras que serviram como filtro para a captura de mensagens. Por Martín Granovsky, Página 12 > LEIA MAIS |                          Internacional | 14/07/2013
________________________________________________________________________________________
Luiz Flávio Gomes
EUA invadem a privacidade do mundo inteiro Sob o pretexto de que é preciso atacar o terrorismo, as ações do Tio San se estendem por todo planeta. Com ameaças e ataques contínuos, mantém-se a estratégia da submissão da cidadania por meio do medo. > LEIA MAIS |                          Colunistas | 13/07/2013
_______________________________________________________________________________________
O objeto de desejo, a obsessão de Obama
Encalhado em Moscou, sem ter para onde ir, Edward Snowden resolveu pedir asilo à Rússia. Será o primeiro passo para poder ir para um dos três países – a Nicarágua, a Venezuela e a Bolívia – que ofereceram asilo ao ex técnico terceirizado da CIA que desmontou uma das grandes farsas do governo de Barack Obama. > LEIA MAIS |                          Internacional | 13/07/2013
______________________________________________________________________________________
O fator Snowden: A América do Sul diante do impulso imperial A América do Sul diante do impulso imperial O caso do ex-toupeira da CIA deixará mais incertas e complexas as relações entre a América Latina e os EUA. Entretanto, mesmo sem justificar a espionagem norte-americana nem o maltrato a Evo Morales na Europa, os presidentes da região deveriam evitar que o episódio contribua para colocar o continente outra vez na mira de Washington. Por Juan Gabriel Tokatlian, para o La Nacion > LEIA MAIS |                          Política | 12/07/2013
_____________________________________________________________________________________
Snowden fala no aeroporto de Moscou.
Leia íntegra Leia aqui a íntegra do pronunciamento de Edward Snowden no aeroporto internacional de Moscou, feito nesta sexta-feira (12), às 17 horas de Moscou, e divulgado pelo site Wikileaks (disponível também no site do jornal ‘The Guardian’). Tradução de Flávio Aguiar > LEIA MAIS |                          Internacional | 12/07/2013

___________________________________________________________

Empresa do espião Snowden foi consultora-mor do governo FHC
No governo de Fernando Henrique Cardoso, a Booz-Allen, na qual trabalhava o espião Edward Snowden, foi responsável por consultorias estratégicas contratadas pela esfera federal. Incluem-se aí o “Brasil em Ação” (primeiro governo FHC) e o “Avança Brasil” (segundo governo FHC), entre outras, como as dos programas de privatização (saneamento foi uma delas) e a da reestruturação do sistema financeiro nacional. > LEIA MAIS |                          Internacional | 10/07/2013
__________________________________________________________________________________________
Evo Morales, a América Latina e a afronta da prepotência
Não satisfeitos em afundar num lodaçal econômico arrasando conquistas sociais de décadas, alguns países europeus acreditam que ainda podem exibir as galas da impertinência imperial. Fazem um jogo de espelhos, em que a realidade é refletida pelo avesso: se submetem, vergonhosamente, aos desígnios do império norte-americano, enquanto agem com a América Latina como o império que alguma vez souberam ser. Por Eric Nepomuceno. > LEIA MAIS |                          Internacional | 09/07/2013
_____________________________________________________________________________________________
Um terremoto chamado Snowden
Se houvesse uma escala para efeitos de denúncias internacionais, como há a Richter para os terremotos, o caso Snowden estaria no topo. De certo modo, as revelações do ex-espião norte-americano são mais impactantes do que as feitas tempos atrás por Julian Assange, com o auxílio de Bradley Manning. > LEIA MAIS |                          Internacional | 09/07/2013
______________________________________________________________________________________________
O que há por trás
Em sua segunda intervenção depois de regressar a La Paz vindo de Moscou, e após ter tido o avião retido na Europa, o próprio Evo Morales se meteu na análise política. Falando de si mesmo em terceira pessoa disse: Qual era o objetivo central? Qual era a meta? Só assustar, amedrontar? Por Martín Granovsky, do Página 12 > LEIA MAIS |                          Internacional | 08/07/2013
________________________________________________________________________________________
Vestígios de colonialismo e humilhação
Recém o presidente da Bolívia conseguiu algo tão simples como voltar à La Paz em voo de Moscou. Enquanto isso, se transformou em alvo e símbolo da determinação dos EUA por resguardar a qualquer custo sua vontade de exercer o poder cru e seu dispositivo de segurança e inteligência. A discussão legal. O repúdio da Unasul e do secretário da OEA. > LEIA MAIS |                          Internacional | 08/07/2013
______________________________________________________________________________________
As redes de espionagem secreta das democracias ocidentais
O episódio infame que fez com que o avião do presidente Evo Morales fosse bloqueado em Viena com base em um rumor infundado lançado pela Espanha, segundo o qual o ex-agente da NSA norteamericana, Edward Snowden, se encontrava a bordo é a consequência de uma caçada humana lançada pelo Ocidente em nome de um novo delito: a informação. Os “aliados” se espionam entre si e espionam o mundo. Quando alguém resolve denunciar a ditadura tecnológica universal torna-se um delinquente. Por Eduardo Febbro, de Paris. > LEIA MAIS |                          Internacional | 07/07/2013
_____________________________________________________________________________________
Ignacio Ramonet: ‘Somos todos vigiados’ Snowden, Manning e Assange são defensores da liberdade de expressão, lutam em favor da democracia e dos interesses de todos os cidadãos do planeta. Hoje são assediados e perseguidos pelo “Grande Irmão” norte-americano. Por que os três heróis do nosso tempo assumiram correr semelhante riscos, que podem custar a sua própria vida? Por Ignacio Ramonet > LEIA MAIS |                          Internacional | 07/07/2013
__________________________________________________________________________________________
Jeferson Miola
Os vassalos do império
A ação de Itália, França, Espanha e Portugal contra Evo escandaliza não só por ofender o ordenamento jurídico internacional, mas por revelar a vassalagem da elite europeia aos caprichos imperiais dos EUA. Frente à hiperpotência dominante, se mostraram uma hipocolônia submissa. > LEIA MAIS |                          Colunistas | 04/07/2013
_____________________________________________________________________________
Embaixada do Equador em Londres foi alvo de espionagem
Sede diplomática do Equador no Reino Unido estava sendo espionada. Um microfone foi descoberto no registro de um aquecedor elétrico no escritório da embaixadora Ana Alban há duas semanas, durante a visita do chanceler equatoriano a Londres em sua tentativa de encontrar uma saída diplomática para o caso Assange. Empresa de segurança suspeita nega ter plantado os microfones na embaixada. Por Marcelo Justo. > LEIA MAIS |                          Internacional | 04/07/2013
_______________________________________________________________
Todos de joelhos?
Depois da verborragia dos governantes europeus que fizeram coro contra o sistema de vigilância americano contra países amigos, o silêncio evidencia apenas uma pergunta: que país, entre aliados e nem tanto aliados dos Estados Unidos, está realmente disposto a desafiar a nação mais poderosa do mundo e conceder asilo a Edward Snowden? Por Elizabeth Carvalho, de Berlim > LEIA MAIS |                          Internacional | 04/07/2013
_______________________________________________________________
A covardia europeia contra o presidente Evo Morales
Os europeus, os campeões da defesa da democracia, do Estado de Direito e da liberdade, demonstraram que suas relações com a Casa Branca estão acima de tudo e que podem pisotear os direitos de um avião presidencial caso isso seja preciso para que o grande império não se incomode com eles. Um rumor infundado sobre a presença no avião presidencial boliviano do ex-espião estadunidense Edward Snowden, conduziu a um sério incidente diplomático aeronáutico entre Bolívia, França, Portugal e Espanha. Por Eduardo Febbro. > LEIA MAIS |                          Internacional | 03/07/2013

________________________________________________________________________________________

Rede de espionagem dos EUA causa indignação na Europa
Os europeus acabam de descobrir os golpes baixos que se escondem por trás da palavra “aliança”. Segundo revelou o semanário alemão Der Spiegel, Washington espiona de maneira constante representantes e ocupantes de cargos da União Europeia, além de registrar, a cada mês, cerca de 500 milhões de comunicações realizadas por telefone ou pela internet na Alemanha. Concretamente, a Agência de Segurança Nacional (NSA) ocultou microfones e se infiltrou nas redes informática da delegação da União Europeia em Washington. Por Eduardo Febbro, de Paris. > LEIA MAIS |                          Internacional | 30/06/2013
__________________________________________________________________________________
Porque o Equador seria o refúgio ideal para Edward Snowden
Será ótimo se Edward Snowden conseguir chegar ao Equador, tanto para ele quanto para o mundo. O governo equatoriano, incluindo o presidente Rafael Correa, provou sua firmeza ao enfrentar as ameaças e abusos ocorridos ano passado quando garantiu asilo a Julian Assange. Por Mark Weisbrot > LEIA MAIS |                          Internacional | 28/06/2013
_________________________________________________________________________________
Flávio  Aguiar
Os Davis, os Golias e a ‘questão Snowden’
De um lado estão Edward Snowden, Bradley Manning, e Julian Assange, fechando o círculo dos Davis. O lado dos Golias conta com as agências de segurança e inteligência dos governos dos EUA e do Reino Unido. Poderia ser um romance de John Le Carré. Aliás, espero que venha a ser. > LEIA MAIS |                          Colunistas | 24/06/2013

quarta-feira, 7 agosto, 2013 - Posted by | Comentário, Repassando... | , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: