Livre pensar é só pensar!

Para não desligar os neurônios

Será que cego têm preconceito contra cego, mesmo na esfera jurídica? Ê, Barbosinha…

 Publicado em 01/02/2014

Bomba ! Lewandowski defende advogada cega contra Barbosa

Deborah a Barbosa: o vento que venta lá venta aqui também.

Dra Deborah: o ministro JB tirou o meu trabalho

O Conversa Afiada republica informação enviada por amigo navegante fã incondicional do Presidente Barbosa. Veja o que diz o amigo navegante:
Amigo, veja que BOMBA pancada que a advogada cega dá em Barbosa: chama ele de cego, acaba com ele!
Chama JB de verdadeiro cego, que é o fim do mundo etc.
Barbosa negou o pedido da advogada e Lewandowski deferiu contra ato de JB.
Não deixe de ver o video. Ela disse “o ministro JB tirou o trabalho dela”.
BOMBA! Ela pede que Barbosa deixe de ver apenas o mensalão, pois se o ministro descumpre a lei para as pessoas cegas imagine o resto.
Abraços

O presidente em exercício do Supremo Federal, ministro Ricardo Lewandowski, concedeu, nesta sexta-feira (31/1), liminar em mandado de segurança proposto pela advogada cega Deborah Maria Prates Barbosa, contra ato do ministro Joaquim Barbosa, presidente do STF e do Conselho Nacional de Justiça, que negara pedido da advogada ao CNJ para que “fossem tomadas as providências cabíveis para a remoção de quaisquer barreiras que pudessem impedir e/ou dificultar o acesso das pessoas com deficiência aos bens e serviços de todos os integrantes do Poder Judiciário”.
Ela contestava a exigibilidade de peticionamento eletrônico como forma de acesso ao Judiciário, sem que os sistemas tenham sido elaborados com base nas normas internacionais de acessibilidade web, p que vinha impedindo o livre exercício da advocacia. O Lewandowski deferiu o pedido de liminar, a fim de “determinar ao CNJ que assegure à impetrante o direito de peticionar fisicamente em todos os órgãos do Poder Judiciário, a exemplo do que ocorre com os habeas corpus, até que o processo judicial eletrônico seja desenvolvido de acordo com os padrões internacionais de acessibilidade, sem prejuízo de melhor exame da questão pelo relator sorteado”.
http://www.stf.jus.br/arquivo/cms/noticiaNoticiaStf/anexo/MS32751.pdf

Clique aqui para ler sobre outra derrota acachapante do Supremo de Barbosa: “tribunal do júri condena julgamento do mensalão (o do PT).

Anúncios

domingo, 2 fevereiro, 2014 - Posted by | Repassando... | , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: