Livre pensar é só pensar!

Para não desligar os neurônios

Vamos lutar ao lado de quem está querendo nos ouvir…

 Ricardo Gebrin, Via viomundo.com.br

Captura de Tela 2014-10-28 às 18.44.53

Notem que O Globo nem disfarça: está preocupado é com os bancos

por Ricardo Gebrim, no Facebook, sugerido por Renato Brandão

A Conjuntura se acelera. A direita percebe o que está em jogo e ataca por todos os lados a proposta do Plebiscito de uma Reforma Política. E nós? Vamos assistir à história pela televisão?

A Presidente Dilma, que em sua primeira fala à nação priorizou a Reforma Política e falou do Plebiscito Oficial, deu uma longa entrevista para o Jornal Nacional.

Foi inquirida, com insistência, sobre a proposta de Reforma Política. E reiterou corajosamente a proposta.

O presidente do Senado, Renan Calheiros, já anunciou que é contra o Plebiscito e defende um mero referendo depois do Congresso Nacional pasteurizar uma proposta que chamarão de “Reforma Política”.

A mídia já deflagrou a campanha contra a proposta.

Esta semana estamos ingressando com o Projeto de Decreto Legislativo na Câmara dos Deputados e no Senado, propondo o Plebiscito Oficial com a mesma pergunta do Plebiscito Popular: “Você é a favor da convocação de uma Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político?”.

Rui Falcão, presidente do PT, deu entrevista ao Globo, defendendo esta iniciativa. 
A conjuntura se acelera e não podemos abandonar a Presidente Dilma que corajosamente sustenta a proposta construída pelos movimentos sociais.

Precisamos, com urgência, reunir todos que participaram nos comitês do Plebiscito Popular.

Temos que construir atividades que manifestem o apoio ao Plebiscito da Constituinte.

Se demorarmos nesta resposta seremos novamente atropelados pela direita, como ocorreu em junho de 2013.

Na V Plenária Nacional da Campanha da Constituinte, decidimos construir uma grande ação de lutas em março de 2015. Isso é importante.

Mas, neste momento, temos que nos posicionar, pressionar os parlamentares, defender o Plebiscito Oficial Constituinte.

Estamos todos exaustos dessa vitoriosa campanha em que a militância foi decisiva, mas neste momento temos que nos esforçar para enfrentar mais esta batalha decisiva.

Não podemos deixar que sepultem essa proposta como fizeram em junho de 2013.

Agora é o momento de erguer a bandeira do Plebiscito pela Constituinte.

Anúncios

quarta-feira, 29 outubro, 2014 - Posted by | Uncategorized

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: