Livre pensar é só pensar!

Para não desligar os neurônios

Não há nada como um dia atrás do outro e uma noite escura no meio…

cuba livreMais de meio século de bloqueio, boicote, tentativas de assassinatos pela CIA e o Tio Sam, finalmente, parece que vai entregar a rapadura: assumir que não conseguiu arrasar a experiência socialista no seu quintal e buscar uma convivência mais respeitável com Cuba. Se bem que o Titio nunca é confiável, nunca cede sem ganhar alguma coisa. Mas no caso, é fácil entender: um bloqueio que, na prática, já ruiu faz tempo; um apoio crescente e descarado de toda a América Latina à Cuba, com relações comerciais crescentes e intercâmbios técnico-científicos profícuos; e um presidente norte-americano quase desmoralizado politicamente dentro e fora dos EUA, necessitado de fazer algo relevante para maquiar o fracasso retumbante de suas promessas políticas internas e externas. Neste contexto, o reatamento das relações EUA x Cuba surge como algo de impacto, as quais os seus antecessores, cegos pela soberba natural dos ianques, sempre teimaram em ignorar.

E a nível de Brasil, esta iniciativa torna-se uma bofetada na cara dos coxinhas e assemelhados que tanto condenaram as relações Brasil/Cuba. Condenando, inclusive, o apoio financeiro do BNDES à construção do Porto Mariel durante a campanha eleitoral, escamoteando o fato de que o financiamento, em verdade, beneficiaria em muito as empresas brasileiras. Bando alienado e reacionário, incapaz de enxergar um dedo em termos de futuro globalizado. Para eles, globalização é comprar em Miami e gastar na Disneylandia.

Tô feliz. Feliz por Cuba, um país injustiçado por não aceitar ser o cassino e o prostíbulo dos ianques. Feliz por mim, que acompanhei durante décadas a saga cubana, desde Sierra Mestra. Feliz por ver o Francisquinho (desculpem a intimidade), um papa muito gente e que mais uma vez mostra sua faceta aglutinadora, tanto em termos religiosos como políticos. Feliz por imaginar a cara dos reaças deste país, que provavelmente vão perder mais um ponto de apoio à ideologia direitista e buscar uma nova desculpa para justificar a sua ira política.

Meu dia, amanhã, acordará mais feliz. Apesar do receio profundo de que isto seja apenas mais uma balela demagógica e oportunista dos gringos, para infiltrar e destruir a sociedade cubana, com já o fez no passado. Há poucos dias, ganhei de uma amiga do blogue um charuto cubano, um vidrinho de rum cubano e um livro sobre Che e Fidel. Hoje estes presente me parecem prenúncios de avanço do sonho de liberdade e justiça social dos corajosos cubanos. Se a coisa vingar realmente, já terei com que comemorar: charuto e rum da Ilha…

Leiam a seguir a notícia…
____________________________________________________________________________

Publicado em 17/12/2014

Dilma enfia Mariel pela garganta do Aécio

Aecioporto vai pedir a recontamento dos votos do Papa

No Blog do Planalto:

PRESIDENTA DILMA REAFIRMA IMPORTÂNCIA DO PORTO DE MARIEL, EM CUBA

Em entrevista coletiva após a 47ª Cúpula do Mercosul, a presidenta Dilma Rousseff reafirmou a importância estratégica do Porto de Mariel para as atividades econômicas da região, sobretudo após o anúncio do fim do bloqueio dos Estados Unidos a Cuba.

“Algo que foi tão criticado durante a campanha, que foi o Porto de Mariel, mostra hoje a sua importância para toda a região e para o Brasil, na medida em que hoje o Porto de Mariel é estratégico pela sua proximidade com os Estados Unidos”, analisou a presidenta.

Dilma classificou a reaproximação entre Estados Unidos e Cuba como um marco para as relações mundiais.

“O fato de que Cuba tem hoje condições plenas de conviver na comunidade internacional é algo extremamente relevante para o povo cubano e acredito que para toda a América Latina”, frisou a presidenta.

Porto de Mariel

As obras de modernização do Porto de Mariel e sua estrutura logística exigiram investimentos de US$ 957 milhões, sendo US$ 682 milhões financiados pelo Brasil e o restante aportados por Cuba. Para aprovação do crédito, o BNDES acordou com o governo cubano que, dos US$ 957 milhões necessários, pelo menos US$ 802 milhões fossem gastos no Brasil na compra de bens e serviços comprovadamente brasileiros. Isso proporcionou a centenas de empresas brasileiras a oportunidade de participar do empreendimento, mediante a exportação dos serviços que prestam e dos bens fabricados no Brasil.

Leia mais:

BRASIL ESTEVE NA VANGUARDA DA ABERTURA DE CUBA

CUBA E EUA REATAM RELAÇÕES DIPLOMÁTICAS

CASTRO: ESTAMOS DISPOSTOS A DIALOGAR COM OS EUA

Anúncios

quarta-feira, 17 dezembro, 2014 - Posted by | Comentário, Repassando... | , , ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: