Livre pensar é só pensar!

Para não desligar os neurônios

Açaí: quase um milagre nutricional e fitoterápico…

acai 2A origem lendária do Açaí é um tanto triste, embora o seu final seja resiliente para as sociedades nativas da Amazônia. Segundo ela, em uma tribo muito numerosa e em uma conjuntura de elevada escassez de alimentos, o cacique Itaki tomou a cruel decisão de que, a partir daquele dia, todas as crianças recém-nascidas seriam sacrificadas para evitar o aumento populacional da tribo. Mas, tempos depois, a sua filha Iaçá pariu uma menina e, desesperada com o destino dado à sua pequena filha, enclausurou-se e chorava diuturnamente, pedindo a Tupã que mostrasse ao seu pai outra forma de ajudar a tribo.

Certa noite de lua, Iaçá ouviu um choro de criança, aproximou-se da saída de sua oca e viu sua filhinha sorridente, ao pé de uma grande palmeira. Mas, correndo em direção direção à criança para abraçá-la, viu-a desaparecer misteriosamente. Inconsolável, chorou até morrer e, no dia seguinte seu corpo foi encontrado abraçado ao tronco de uma palmeira, com um sorriso feliz e os olhos fixos no alto da palmeira carregada de frutinhos escuros.

O pai Itaki, pesaroso, mandou que apanhassem e espremessem os frutos, obtendo um vinho avermelhado que batizou de Açaí (“Iaçá” invertido), em homenagem a sua filha . Alimentou seu povo e, a partir deste dia, suspendeu a ordem de sacrificar as crianças.

A denominação Açaí é oriunda do tupi yasa’i (“fruta que chora”), alusão ao sumo desprendido pelo fruto e, quem sabe, ao choro das mães e pais pelas crianças sacrificadas…

E o uso contemporâneo e crescente desta fruta maravilhosa, saibam todos, deve-se ao conhecimento empírico das populações indígenas, como tantas outras práticas e descobertas inseridas na nossa sociedade de hoje e que tanto discrimina o “atraso” destas sociedades tribais. Que cada um de nós, ao saborear esta delícia da natureza, lembre-se disso…
____________________________________________________________________________

Açaí é aliado contra o câncer e reduz o colesterol

Alimento também é bom para a saúde do intestino e melhora a imunidade

foto especialista
Dra. Tamara Mazaracki
Nutróloga – CRM 52301716/RJ

O açaí é considerado mundialmente um dos mais potentes alimentos antienvelhecimento. O frutinho de um roxo intenso é um arsenal de nutrientes, como vitaminas (A, E, D, K, B1, B2, C), minerais (cálcio, magnésio, potássio, ferro), aminoácidos, antioxidantes e óleos essenciais. É rico em polifenóis que agem diretamente na saúde dos vasos sanguíneos e detonam os radicais livres, aqueles responsáveis pelo envelhecimento e dano à pele. Além disso, o açaí é ótima fonte de ácidos graxos essenciais, como ômega-9 e betasitosterol, o que contribui para baixar o colesterol. Esta superfruta ainda é fonte de fibra, e para uma boa saúde o intestino precisa funcionar bem.

Antioxidante poderoso

 Açaí é recheado com antioxidantes (Journal of Agricultural and Food Chemistry 2008). Ele contém um alto teor de compostos polifenólicos como o resveratrol, antocianidina, ácido ferúlico, delfinidina e petunidina; e também contém taninos como epicatequina e ácido elágico. Os antioxidantes ajudam a reduzir os riscos de câncer, doenças degenerativas e envelhecimento precoce.

O índice ORAC (Oxygen Radical Absorbance Capacity ou capacidade de absorção dos radicais oxidantes) é um método de quantificação da capacidade antioxidante de alimentos. Os testes são realizados em uma imensa variedade de amostras, sendo que as maiores notas são de especiarias, frutas e legumes. Por ser extraordinariamente rico em antioxidantes, o açaí tem um índice ORAC muito superior a qualquer outra fruta que foi oficialmente testada. Açaí tem ORAC 102.700 por 100 gramas enquanto as famosas goji berries tem ORAC 25.300 por 100 gramas de produto. Viva o açaí! Quem tiver curiosidade para checar o índice ORAC dos alimentos, clique aqui.

Açaí e câncer

As antocianinas colorem o açaí com seus pigmentos roxo-azulados. Elas fornecem proteção antioxidante contra os efeitos prejudiciais da constante exposição à luz ultravioleta a qual estes frutos estão expostos. Os cientistas descobriram mais de 600 tipos de antocianinas de ocorrência natural. A forma mais abundante de antocianina é a C3G, e é ela que regula os nossos genes para proteger o corpo da ação dos radicais livres. Um estudo realizado na Universidade da Flórida mostrou que o extrato de açaí foi capaz de acionar o mecanismo que elimina 86% das células de leucemia nas amostras, devido à alta concentração de C3G e outras antocianinas.

Açaí e o sistema imunológico

Os antioxidantes presentes no açaí têm um profundo efeito na redução do estresse oxidativo que micro-organismos invasores e toxinas ambientais produzem. Sua ação imunoestimulante aumenta a capacidade do corpo de combater infecções por bactérias, vírus e fungos. O açaí contém um polissacarídeo chamado arabinogalactana, que induz a atividade fagocitária (de defesa) das células brancas, segundo um estudo de 2011 publicado pelo Department of Immunology and Infectious Diseases at Montana State University.

Outras ações do açaí

Ele é um tônico cardioprotetor, age no aparelho circulatório, reduz as taxas de colesterol, tem ação anti-inflamatória, ajuda o aparelho digestivo e promove a saúde intestinal, protege a pele da ação dos raios solares, age na saúde dos olhos, pode ajudar na prevenção da doença de Alzheimer e contribui para a longevidade. O açaí é um energético, o que o torna popular entre os praticantes de atividades que demandam muita energia, como o surf, a luta e a musculação.

Consumindo o açaí

A crença é que o açaí é muito calórico e gorduroso. Nada mais longe da verdade. Cem gramas da polpa contêm somente 70 calorias e cinco gramas de gordura, sendo que a maior parte dela é de ômega-9, o mesmo presente no azeite e no abacate. O que transforma uma tigela de açaí em uma bomba calórica é o que se adiciona na lanchonete, como xarope de guaraná (puro açúcar!), granola e banana. O ideal é comprar a polpa pura congelada e acrescentar no suco matinal. Ele combina com tudo: no suco de laranja com couve, no suco de abacaxi com hortelã, na água de coco batida com banana e gengibre. Se você quer comer na tigela então adoce com mel e acrescente a fruta da sua preferência: banana, kiwi, morango, maçã, manga, etc. Outra opção interessante é comprar a polpa liofilizada e acrescentar uma colher de sopa nos sucos.

Quantidade recomendada

O açaí pode ser consumido diariamente: nas regiões produtoras as pessoas chegam a ingerir até 1 litro diário do produto, que é a base da alimentação local misturado com farinha. Se o açaí for consumido sem os aditivos ultracalóricos não há nenhum problema no uso diário. Para não enjoar e também aproveitar outros alimentos saudáveis, use açaí duas a três vezes por semana. Não há nenhuma contraindicação, a não ser alguma sensibilidade individual.

Anúncios

quarta-feira, 28 janeiro, 2015 - Posted by | Comentário, Repassando... | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: