Livre pensar é só pensar!

Para não desligar os neurônios

“O céu é aonde os sonhos se realizam”…

NOVA IMAGEM 2015 046

Sítio Benvirá, o meu campo dos sonhos, em construção…

Muitas vezes, acho que algumas coisas só acontecem comigo…
Ontem, no meio da noite, acordei sem sono (como de costume) e fiquei a matutar sobre o sábado, quando iniciei, com a ajuda das irmãs, filho e cunhado, a revenda de produtos do sítio Benvirá, diretamente à vizinhança. Cansara de dar lucros extorsivos para “marreteiros” e optara por vender direto aos consumidores, iniciando aos poucos uma quitandinha. Pensava satisfeito no relativo sucesso da iniciativa, quando o latido noturno e grave de um cão me lembrou a Preta, hoje morando com duas de suas filhas lá no Benvirá (e como ainda sinto a falta de sua proximidade cotidiana, falei com ela em pensamento, esperando que ela esteja bem). Lembrar a quitanda e a Preta, por decorrência, me levou a imaginar o início de tudo, há quase três anos, quando para conseguir ver um pouco daquela terra (totalmente tomada por capoeiras ralas), tive que usar facões sob o sol e o calor do meio-dia, até chegar ao fio d’água da nascente escondida no centro do território. Desanimador para muitos, instigante para mim e meus desejos de materializar quimeras. E lembrando isso, durante algum tempo fiquei ali, deitado e coberto sob o frio gostoso da madrugada, até que resolvi ligar a TV no meu canal de assinatura recém-adquirido. Surpresa: estava iniciando-se o filme “o campo dos sonhos“, que assistira lá pela década de noventa e que muito me emocionara. Um filme simples, sem rebuscados e tendo como pano de fundo um esporte que nem sequer entendo (o beisebol), mas que abordava sonhos, encontros e desencontros humanos fundamentais. Na tarde em que o assistira anteriormente, estava solitário, cheio de angústias e de saudades, suspenso no ar das tristezas e inseguranças e pensara no quanto seria bom ter possibilidades concretas de construir sonhos coerentes com a própria alma. E nesta madrugada de hoje, revendo-o, inundei minha alma de emoção ao sentir, passo-a-passo, a semelhança onírica entre a caminhada e realizações dos personagens e a minha história de vida atualizada no Benvirá. Os mesmos anseios, as mesmas dificuldades, fantasmas emocionais semelhantes, os mesmos ganhos e perdas da caminhada… E imaginei que a coincidência do filme, naquela época e nesta madrugada, não foi mero acaso. Em ambas as oportunidades, seu conteúdo fluiu em mim como águas de riacho banhando-me o pensar andarilho pelas estradas do mundo…

Findado o filme, o sono retornante ainda me concedeu lucidez para lembrar tempos antigos, quando me perguntava sobre o que eu seria, quando meus filhos crescessem. À época, sorri sozinho por pensar nisso, já que a maioria dos pais e mães só pensavam no que os rebentos seriam, quando adultos. Esqueciam de si próprios, tornando-se, ao longo dos anos, em paizões ou mãezonas deprimidos(as) pelo distanciamento dos filhos, persistentemente preocupados com o bem estar dos rebentos distantes, metendo-se na da vida deles no pior estilo sogra, avós sublimando a vida nos filhos dos filhos, ou velhinhos(as) a buscarem desesperadamente a beleza perdida, a tesão física esgotada ou sentido de vida extraviado no marasmo da solidão. Ou ainda, idosos tristes e amargos, esquecidos nos cantos da vida, exilados dos laços antigos e das lembranças existenciais…

E dormi pensando que “se o céu é aonde os sonhos se realizam”, ele também é um cenário dinâmico, no qual nossos sonhos têm que receber os cultivos do foco, da persistência, da resiliência, da paciência e da coragem para, em meio às penumbras do mundo, não serem perdidos, substituídos e/ou sublimados.

E a minha última imagem sonolenta foi a Preta, deitada no escura com suas duas filhas, esperando a noite findar…

quarta-feira, 6 maio, 2015 - Posted by | Comentário, Crônica, Vendo a Vida... | ,

1 Comentário »

  1. Muito bom, como sempre, seus escritos. Fico feliz pelo Benvirá.
    Os sonhos alimentam a alma, sonhar é preciso…

    Comentário por linney14 | quarta-feira, 6 maio, 2015


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: