Livre pensar é só pensar!

Para não desligar os neurônios

Dando nome aos bois…

Por que Dilma demorou tanto tempo para chamar os golpistas de golpistas?

Por Paulo Nogueira

Aecim

Golpista

Queria entender o seguinte.

Por que Dilma demorou tanto tempo para chamar os golpistas de golpistas?
Um dos preços que um golpista tem que pagar pelo seu assalto à democracia é ser chamado de golpista, e assim entrar para a história em suprema abjeção.

Carlos Lacerda, o maior golpista que o Brasil já conheceu, se atormentou até o final de sua vida com o fato de ser classificado como golpista.

Em Depoimento, um excelente livro feito de conversas de Lacerda com jornalistas do Estadão pouco tempo antes de sua morte, ele tentou várias vezes, em vão, limpar sua imagem de golpista.

Em vão.

Aécio tem também que pagar o preço de sua conduta abjeta, e não só ele. FHC é outro.

São ambos golpistas. Nem mais e nem menos que golpistas.

Fazem exatamente o que Lacerda fez, e esperamos que com menos sucesso que seu inspirador.

Lacerda era mestre em acusar os outros de que coisas que ele fazia.

Num caso clássico, ele investiu contra Samuel Wainer por ter recebido um financiamento do Banco do Brasil para sua Última Hora.

Mas ele próprio também recebera dinheiro do BB para sua Tribuna da Imprensa.

Que diferença entre isto e o que fazem Aécio e FHC?

Nenhuma.

Em sua campanha, Aécio se encheu de recursos originários das mesmas fontes que abasteceram a campanha de Dilma.

Mas seu dinheiro é limpo e o dela não. Os doadores, no Planeta Aécio, lhe doaram centenas de milhões sem querer nada em troca, quase que por amor.

Faz um ano já que Aécio, apoiado por FHC, inferniza a democracia brasileira com seu golpismo histérico e sujo.

Nem a direita venezuelana, uma das piores do universo, ficou tanto tempo contestando a vitória de Maduro.

Lacerda foi um golpista vitorioso. Matou Getúlio, por cuja alma disse ter rezado logo depois do suicídio, e derrubou Jango.

Enlouqueceu, no meio do caminho, Jânio, por cuja renúncia foi um dos responsáveis.

Era um gênio. Gênio do mal. Mas gênio.

Nem isso Aécio é.

De Lacerda, ele herdou apenas a vocação para servir à plutocracia, e dela se servir também.

Não tem sequer a capacidade voraz de trabalho de Lacerda. É um preguiçoso, muito mais feliz em festas que na labuta.

Por tudo isso é um golpista destinado ao fracasso.

A única coisa pior do que ser um golpista é ser um golpista derrotado.

É o caso de Aécio, e é também o de seu patrono, FHC.

Dilma demorou uma eternidade para chamá-los pelo que eles são.

Não sei por quê.

Mas, ainda que com atraso, as palavras de Dilma ajudarão a construir a biografia de Aécio e FHC.

São, como Lacerda, golpistas.

A única diferença é que haverão de ser golpistas frustrados.

Paulo Nogueira
Sobre o Autor

O jornalista Paulo Nogueira é fundador e diretor editorial do site de notícias e análises Diário do Centro do Mundo.

quinta-feira, 15 outubro, 2015 - Posted by | Repassando... | ,

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: