Livre pensar é só pensar!

Para não desligar os neurônios

O FDP pede desculpas e fica por isso mesmo???

Moro, tadinho, pede desculpas ao STF

Divulga grampo da Presidenta e, mesmo “sendo correto”…
publicado 29/03/2016
pmdb_phixr.png

No G1:

Moro pede desculpas ao STF por ‘polêmicas’ sobre grampos de Lula

Juiz federal tirou sigilo de conversa entre a presidente Dilma e o ex-presidente.
Ele disse compreender que procedimento ‘possa ser considerado incorreto’.

O juiz Sérgio Moro, que conduz a Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal, enviou ofício ao Supremo Tribunal Federal (STF) no qual pede “respeitosas escusas” à Corte por causa da divulgação de escutas telefônicas envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e autoridades, incluindo a presidente Dilma Rousseff.

“Diante da controvérsia decorrente do levantamento do sigilo e da r. decisão de V.Ex.ª, compreendo que o entendimento então adotado possa ser considerado incorreto, ou mesmo sendo correto, possa ter trazido polêmicas e constrangimentos desnecessários. Jamais foi a intenção desse julgador, ao proferir a aludida decisão de 16/03, provocar tais efeitos e, por eles, solicito desde logo respeitosas escusas a este Egrégio Supremo Tribunal Federal”, escreveu.,

O ofício foi enviado a pedido do ministro Teori Zavascki, quando, na semana passada, determinou que as investigações sobre Lula fossem remetidas ao STF, por causa do envolvimento da presidente, de ministros e parlamentares, autoridades com o chamado foro privilegiado.

A divulgação do conteúdo das conversas interceptadas foi divulgado por Moro no último dia 16, um dia antes da posse de Lula como ministro-chefe da Casa Civil. O juiz explicou que o alvo das investigações era o ex-presidente, até o momento em que ainda não estava empossado no cargo.

“Com o foco da investigação nas condutas do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o entendimento deste julgador foi no sentido de que a competência para decidir a questões controvertidas no processo, inclusive sobre o levantamento do sigilo sobre o processo, era da 13ª Vara Criminal Federal até que ele tomasse posse como Ministro Chefe da Casa Civil, como previsto inicialmente no dia 22/03”, escreveu.

O juiz também negou que a divulgação objetivou “gerar fato políticopartidário, polêmicas ou conflitos”, mas sim “dar publicidade ao processo e especialmente a condutas relevantes do ponto de vista jurídico e criminal do investigado do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva que podem eventualmente caracterizar obstrução à Justiça ou tentativas de obstrução à Justiça”.

Anúncios

terça-feira, 29 março, 2016 Posted by | Repassando... | | Deixe um comentário

Vamos à luta!!!!

Wagner: até sexta-feira, novo Ministério

Lula no centro da negociação
publicado 29/03/2016

wagner temer_phixr.jpg

Se o Temer deve renunciar? Problema dele. Deixa pro Cunha

Pouco depois que os santinhos do PMDB oferecessem à Presidenta Dilma o raro prazer de se ver livre deles, Jaques Wagner, Chefe do Gabinete Presidencial, anunciou o que chamou de uma “repactuação”.

O que significa que será feita uma reforma ministerial até sexta-feira, segundo ele, para preencher os ministérios que ficarão vagos com a eventual saída de ministros que, hoje, são do PMDB.

Wagner também disse que o Ministro Chefe da Casa Civil, Luis Inacio Lula da Silva, participará dessa “repactuação”, sob o comando da Presidenta Dilma.

Wagner disse ainda que a relação de Dilma com o traira do Temer está, segundo ele, “interditada”.

E não quis comentar quando uma repórter perguntou se ele achava que o Temer deveria renunciar ao cargo de Vice.

 PHA


Em tempo:
#renunciatemer é trend topics … https://twitter.com/hashtag/RenunciaTemer?src=tren

terça-feira, 29 março, 2016 Posted by | Repassando... | | Deixe um comentário

A estratégia da Guantánamo de Curitiba…

bessinha culpar o lula

segunda-feira, 28 março, 2016 Posted by | Repassando... | | Deixe um comentário

A Bacia do rio Marapanim em resgate…

Mar 23 em 4:45 PM

quinta-feira, 24 março, 2016 Posted by | Repassando... | , , | 1 Comentário

Exemplos famosos da gestão FHC em relação à pobreza e a mudança posterior…

“Filha” da era FHC que chocou o Brasil com sua desnutrição, cresceu e mudou muito

filhafhc1A infância de Meirinha não foi nada fácil. Aos 10 anos, morando em Pirambu, bairro de Fortaleza, tinha apenas 10 quilos e sofria de desnutrição grave. Sua expressão triste e desesperada chocou o Brasil em 1991, quando sua história de vida virou matéria em programa de televisão.

Quase 25 anos depois de se tornar nacionalmente famosa por conta de seu estado deplorável, Meirinha cresceu. À época em que a matéria foi veiculada pela TV Jangadeiro, a menina não recebia nenhum tratamento nos postos de saúde e ouvia de médicos que tratava-se de uma “doença espiritual”. Hoje, é mãe de cinco filhos e segue firme sua luta.

Ainda criança, Meirinha foi encaminhada para o Instituto da Primeira Infância (Iprede) por meio da própria Jangadeiro após a exibição da matéria. Foram dois anos de cuidado que fizeram com que ela pudesse continuar viva. Já saudável, voltou para casa quase adolescente, cresceu e se casou. Hoje, é mãe de cinco filhos.

“Se não fosse isso, estaria morta”, diz Meirinha ao se referir ao programa que a salvou. Se as fotos do processo já mostram mudanças significativas na menina, a transformação da criança com desnutrição grave para a adulta saudável impressiona muito.

Veja como ela está agora:

sexta-feira, 18 março, 2016 Posted by | Repassando... | | Deixe um comentário

Será que vem ao caso?

Em cartaz! O documentário da Lista de Furnas

quarta-feira, 16 março, 2016 Posted by | Repassando... | | Deixe um comentário

Se ficar, o bicho pega, se correr o bicho come…

Aecím e PSDB perderam as ruas para a extrema-direita

Vianna: Globo e PSDB parecem perder o controle do monstro que alimentaram
publicado 14/03/2016
bessinha socorroooo

O Conversa Afiada reproduz artigo de Rodrigo Vianna, extraído do Escrevinhador:
Dia 13: Aécio é escorraçado da Paulista e PSDB perde as ruas para a extrema-direita

O 13 de março ficará marcado como o dia em que os tucanos e os peemedebistas do golpe perderam as ruas para a extrema-direita. Moro virou um semi-deus, ou um monstro, que ameaça a democracia porque já não se submete a ela: tem a disposição massas furiosas que servem a seu ímpeto justiceiro.

por Rodrigo Vianna

O dia 13 começou como se esperava: a Globo dava ampla cobertura para atos de rua em Brasília, BH, Rio e nas capitais do Nordeste. Era como se fosse um “esquenta”, pra  chamar a massa de classe média ao grande ato da tarde, na avenida Paulista.

Com exceção do Rio de Janeiro (onde nitidamente mais gente foi às ruas dessa vez), nas demais cidades o comparecimento não saiu do que se esperava: a classe média em fúria dava as caras – num misto de delírio, autoritarismo e ódio longamente semeados pela Globo/Veja e pelo próprio “líder” da oposição, Aécio Neves (um anão político que pôs em risco a estabilidade democrática, ao não aceitar a derrota nas urnas em 2014).

O ato em São Paulo era tão importante que Aécio e outros líderes tucanos tentaram pegar carona na manifestação. E aí a narrativa começou a sair do programado pela oposição…

Aécio Neves e Geraldo Alckmin foram escorraçados da Paulista, aos gritos de “bundões” e “oportunistas”.

Um vídeo postado pelo ótimo repórter Pedro Venceslau (e que você pode assistir aqui) mostra eleitores dizendo diretamente a Aécio: “fora, ladrão, vagabundo! Lixo!”

Os líderes máximos da oposição tiveram que sair correndo da avenida. Marta Suplicy, que abandonou o PT e embarcou no PMDB de Eduardo Cunha pregando impeachment, foi tratada a sapatadas: teve que se esconder no prédio da FIESP.

O dia 13 ficará marcado como o dia em que os tucanos e os peemedebistas mais apressados (a exemplo de Marta) perderam as ruas para a extrema-direita.

Bolsonaro não foi mal recebido em Brasília. Nem tampouco Malafaia. Caiado foi ovacionado em São Paulo. Acima de todos eles, no entanto, está a figura de Sergio Moro.

Transformado numa espécie de semideus da moral e dos costumes, apoiado pela Globo de Ali Kamel, o juiz Moro poderia instalar guilhotinas em Curitiba já na semana que vem e transmitir execuções públicas pela TV. Seria apoiado pela massa cheirosa que tomou as ruas.

Ontem, escrevi que a situação de Dilma e Lula é difícil, mas que ainda há margem de manobra (clique aqui para ler mais), entre outros motivos porque estamos sob o signo do “imponderável de Almeida”.

E o imponderável deu as caras.

O PSDB, na verdade, viu sua margem de manobra se estreitar nas ruas: aqueles que votaram em Aécio começam a se descolar dele; e os que votaram em Dilma estão parados, a observar.

A primeira impressão é de que o lulismo vai botar muita gente nas ruas dia 18. Não tanta gente como a direita da “antipolítica”. Mas ficará claro, depois do dia 13 e do dia 18, que nas ruas só há duas forças: a extrema-direita que quer escorraçar/trucidar os políticos (inclusive tucanos) e o lulismo com apoio sindical/orgânico, de movimentos sociais e de certa centro-esquerda que se contrapõe à barbárie bolsonariana.

Ou seja: Lula e o PT têm alguma força para resistir na rua. Do outro lado, há a sombra ameaçadora do fascismo. O PSDB ficará esmagado entre essas duas forças.

Vai ser curioso também ver o que a Globo fará com os fanáticos que ajudou a criar (repórteres da TV carioca tiveram que trabalhar sem logotipo nos microfones, mesmo nas manifestações de direita).

A Globo e o PSDB estão espremidos: parecem perder o controle do monstro que alimentaram. Segura essa, Aécio! Segura essa, Ali Kamel.

Nas últimas semanas, os tucanos deixaram evidente que sua aliança preferencial não é com as ruas, mas com Eduardo Cunha (para aplicar o impeachment) ou com Renan Calheiros (para implantar um parlamentarismo de ocasião, com programa liberal e privatizante).

O monstro de direita que rugiu nas ruas não quer acordos palacianos. Quer alguém que prenda e arrebente.

Aécio e Serra correm o risco de virar lacerdas do século XXI: fomentaram o ódio, e na última hora acabarão tragados por ele.

Moro virou um ente político. Quem poderá detê-lo?

Não estranharia se, nos próximos dias, o mundo político “institucional” (falo de Renan, Jucá, Sarney, além de certo “centro” comandado por Kassab) se voltar para Lula.

O ex-presidente é o único que tem alguma força para segurar a onda de antipolítica que pode aniquilar não o PT (este sobreviverá, com todos seus defeitos, porque representa parte significativa da população), mas toda a institucionalidade democrática que construímos desde 1988.

A dúvida agora é: o PSDB pode radicalizar ainda mais pra direita, pra agradar a massa furiosa da Paulista? Parece-me pouco provável.

Não há dúvida de que a marcha na Paulista foi massiva, e bem maior do que a de março de 2015. Chega-se a falar em 1,4 milhão de pessoas na avenida. O DataFolha, mais comedido, fala em 450 mil pessoas.

Quem passou por lá não tem dúvidas: o povo na rua era majoritariamente branco, de classe média e conservador. O povão, que votou em Dilma e tem críticas ao governo, não deu as caras na Paulista.

Nesse sentido, a marcha do dia 13 é, sim, mais um sinal de alerta para o governo Dilma: os que já não gostavam de você, presidenta, se tornam cada vez mais barulhentos e impacientes. Topam qualquer coisa para arrancar da cadeira a mulher que agora é chamada de “quenga” em faixas nas ruas!

Mas o dia 13 é, sem dúvida, muito mais dramático para a oposição.

O imponderável dá as cartas.

Lula, de vilão, pode virar o fiador de um novo arranjo que impeça o caos e o desmoronamento do sistema político.

E, até por isso, a cabeça dele seguirá a prêmio, sob a cartilha do terror de Moro e da Globo. A semana será tensa. Uma longa travessia até o dia 18.

segunda-feira, 14 março, 2016 Posted by | Repassando... | | Deixe um comentário

Sete letras em conflito…

Mino magistral:  Moro não sabe nada da Mãos Limpas

sexta-feira, 11 março, 2016 Posted by | Repassando... | | Deixe um comentário

É isso que eles querem? Então, atenda-se ao pedido…

MST invade a Globo

O povo não é bobo
publicado 08/03/2016

Do Jornal Opção:

Sem-terra invadem filial da TV Globo em Goiânia e ameaçam funcionários

Manifestantes ligados ao Movimento Sem-Terra (MST) e a outras entidades sindicais invadiram a sede do Grupo Jaime Câmara, onde fica a filial da TV Globo no Estado, no Setor Serrinha, em Goiânia, no início da noite desta terça-feira, 8 de março.

Entoando gritos de guerra contra a emissora, o grupo entrou até o saguão da empresa, pichou paredes e ameaçou funcionários que deixavam o local.  (Veja o vídeo abaixo)
https://youtu.be/2UHMjFy1Pjk
Os manifestantes chegaram à sede do Grupo Jaime Câmara em ao menos dois ônibus. Os ânimos foram acalmados apenas com a chegada da polícia, por volta das 19h30.

Manifestantes invadem

golpe_phixr.jpg

E deixam recado

quarta-feira, 9 março, 2016 Posted by | Repassando... | | Deixe um comentário

A testemunha espontânea que o Torquemada de Curitiba não convocará…

Foto de Jose Carlos Sucupira.

Carta de Fernando Morais:
São Paulo, 4 de março de 2016
Meritíssimo Juiz
Sérgio Fernando Moro
MD Titular da 13ª Vara Criminal Federal
Bairro Ahú
Curitiba – Paraná
Senhor Juiz:
Na manhã de hoje tive a oportunidade de assistir à entrevista coletiva concedida pelos procuradores do Ministério Público de Curitiba. Deixaram-me a clara impressão de que suspeitam que as palestras realizadas pelo ex-presidente Lula tenham sido uma fachada para encobrir o recebimento de recursos de origem escusa.
Há alguns anos venho acompanhando o ex-presidente em suas viagens pelo Brasil e exterior para levantar informações para o livro que estou escrevendo sobre um período de sua vida pública. Logo descobri que os aviões eram um ótimo local para meu trabalho: sem interrupções de telefonemas, agendas e visitas, eu podia passar horas tomando seu depoimento – lembro-me de um voo de mais de vinte horas de duração.
Acredito tê-lo acompanhado em mais de dez viagens internacionais. De memória, lembro-me de ter estado com o ex-presidente no México, Portugal, África do Sul, Moçambique, Etiópia, Índia, Alemanha, França, Espanha e Cuba.
Em todos os casos ele realizou, sim, as palestras para as quais havia sido contratado. Em alguns dos referidos países, mais de uma. Eu o seguia da hora em que acordava até quando se recolhia para dormir. Assisti a todas as palestras e testemunhei todas as audiências que ele concedeu a artistas, autoridades, sindicalistas e empresários locais. Em nenhum momento ele pediu que eu me retirasse para que pudesse conversar privadamente com alguém – o que seria absolutamente natural.
Trago o assunto à baila por uma única razão: sou testemunha da lisura e do comportamento ético que norteou as viagens do ex-presidente Lula ao exterior – e de que ele de fato proferiu as palestras agora colocadas sob suspeição. Nesse sentido, coloco-me à disposição desse Juízo Federal para oferecer meu depoimento, o qual, estou certo, contribuirá para a elucidação dos fatos sob investigação.
Atenciosamente,
Fernando Morais
jornalista e escritor

sábado, 5 março, 2016 Posted by | Repassando... | , | Deixe um comentário