Livre pensar é só pensar!

Para não desligar os neurônios

Rabinos não mentem…

Repassada pelo navegante Carlos Germer – SC
O rabino  tinha 12 filhos, precisava sair da casa onde morava e alugar outra, mas não conseguia por causa do monte de crianças. Quando ele dizia que tinha 12 filhos ninguém queria alugar, porque sabiam que a criançada irá  destruir a casa e ele não podia dizer que não tinha filhos, não podia mentir. Rabinos não podem mentir.Ele estava ficando desesperado, o prazo para se mudar estava se esgotando. Daí teve uma ideia: mandou a mulher ir passear no cemitério com 11 dos filhos. Pegou o filho que sobrou e foi ver casas junto com o agente da imobiliária.  Gostou de uma e o agente perguntou quantos filhos ele tinha. Ele respondeu que tinha 12. Daí o agente perguntou: mas onde estão os outros? E ele respondeu, com um ar muito triste:“Estão no cemitério, junto com a mamãe deles”.E foi assim que ele conseguiu alugar uma casa sem mentir….”A inteligência faz a diferença.Não é necessário mentir, basta escolher as palavras certas.
Anúncios

quinta-feira, 29 janeiro, 2015 Posted by | Humor, Repassando... | , | Deixe um comentário

E o pior: urna vazia de votos…

segunda-feira, 26 maio, 2014 Posted by | Humor, Repassando... | , , | Deixe um comentário

Alguém deseja árvore que não dá bons frutos?

segunda-feira, 5 maio, 2014 Posted by | Humor, Repassando... | , , | Deixe um comentário

Menos, Raimundo…

(Repassada pelo navegante Carlos Germer – SC)

– Tenho 75 anos – disse o primeiro – mas estou em plena forma. Só o meu estômago é que anda rateando um pouco. Outro dia comi uma feijoada, acompanhada de umas e outras caipirinhas. E depois me senti meio pesado, sonolento. . .

– Pois eu tenho 78 – disse o segundo – e também estou legal, mas acho que minhas pernas andam fraquejando. Ontem eu joguei u ma pelada na praia, depois nadei uns três quilômetros. À noite, minhas pernas estavam um pouco doloridas.

– Já eu, que tenho 80 anos – disse o terceiro – não sinto esses problemas. Mas minha memória está começando a falhar: ontem, de madrugada, eu bati na porta do quarto da empregada; ela acordou assustada e falou:

– “Que é isso, seu Augusto? Quer dar mais uma?!”

quinta-feira, 14 novembro, 2013 Posted by | Humor, Repassando... | , | Deixe um comentário

Onisciência também cansa…

Enviada por Ricardo Miranda

via Um Sábado Qualquer de Carlos Ruas em 30/05/13

2070

quinta-feira, 30 maio, 2013 Posted by | Humor, Repassando... | , , | Deixe um comentário

No comment (?)…

E pensar que, nos tempos do terrorismo político contra ele, alguém da grande imprensa perguntou a ele como pretendia ser presidente do Brasil sem saber falar inglês…

terça-feira, 31 agosto, 2010 Posted by | Comentário, Humor | , | Deixe um comentário

Big Brother de Quintal: um paredão inadiável!

BIG BROTHER DE QUINTAL (II)

O grupo de aves do meu quintal (quatro galinhas e um galo) continuam formando um ambiente de observações profundamente interessantes para os raros momentos de ócio, ente um cigarro e outro (é, voltei a fumar! Rsss). O meu Big Brother particular e bem mais interessante que o da globo.

A peladinha (franga caipira legítima, das brenhas do mato), firmou-se como uma liderança insofismável, assumindo as atitudes que o galo Zecão devia assumir: liderar o grupo em busca de comida e de abrigo. Mas o seu gênio brigão, que a princípio parecia um ciúme mal-resolvido pelo Zecão, estendeu-se para todas as demais relações com as galinhas do grupo e, ao final, pela reação tolerante das mesmas confirmou-se: a Peladinha é apenas uma adolescente  ranzinza em busca de atenção.

Por seu lado, o Zecão decepcionou como o único macho do grupo: não bota ordem no galinheiro, só cisca e bate a asa e não come ninguém. Cacareja para atrair as galinhas, uma se aproxima, ela bate a asa, ela se deita para recebê-lo e o cara sai de mansinho, com cara de quem não tá a fim… De tanto fiasco, ele já foi rebatizado pelos observadores como Serginho (o jovem alegre do BBB). Talvez por sua origem soçaite (granja modernizada) sequer canta nas madrugadas: só inicia o seu expediente canoro com o dia claro, quando pula no chão e todos os galos da vizinhança já pararam de cantar. Pooode? Resultado: pela unanimidade implícita na tristeza das galinhas e explícita entre os meus amigos e parentes que acompanham a observação, foi escalado para o paredão mortal da panela! Se nos próximos dez dias ele não agir, vou arrumar outro galo (macho, valente, pegador) e ele vai dançar…

A Morena (a mais tímida e quieta delas), começou a botar ovos (logicamente uma produção independente, já que o Zecão não comparece). Mas ela é tão dissimulada e retraída que bota os ovos em qualquer lugar e sequer cacareja como as galinhas do mundo fazem. Eu é que tenho que descobrir os seus ovos, circulando pelo quintal: no canto da parede, debaixo do abacateiro, debaixo da laranjeira, na varanda. Parece que a sua frustração sexual pirou-lhe o juízo e ela espalha os seus ovos ao Deus Dará, silenciosamente, como pedaços de suaa sexualidade reprimida… Ela é tão carente que hoje flagrei a Peladinha que, saindo de sua agressividade habitual, deitou-se solidariamente ao seu lado quando ela aninhou-se no chão para botar o seu sétimo ovo sem pai. Não sei o que fazer, a não ser eliminar sumariamente o Zecão…

Já a Gordinha (pintada de várias cores, bonita e preguiçosa), não quer nada com a “Voz do Brasil”. Ignorada pelo Serginho, é a última a saltar do poleiro e gasta boa parte do dia a dormitar pelas sombras, curtindo sua depressão.

E por último, a Miroca (branca e charmosa, com jeito de baronesa), é a única que ainda mantém o comportamento normal, e  às vezes procura dar limites à “aborrecente” Peladinha.

Ah! Novidades!!! Estava eu observando o grupo, ainda há pouco, quando um novo personagem entrou na história: um pardal. Pousando embaixo da laranjeira, onde as galinhas dormem, ele catou com o bico várias plumas brancas soltas pelas aves, olhou-me sobre um bigode de penas engraçadíssimo e voou para construir seu ninho. Não são penas de ganso (como as elites usam), mas com certeza os seus filhotes estarão bem aquecidos nas noites frias deste verão chuvoso.

Comentarei os próximos lances (inclusive o paredão do Serginho) nos próximos dias…

Imagem: blogdomrcondes.blogspot.com/2007/12/homem-ach..

terça-feira, 16 fevereiro, 2010 Posted by | Comentário, Humor | , , | Deixe um comentário

Os limites emocionais do espírito natalino…

Eu, que falo tanto do espírito solidário e pacifista do Natal, não pude deixar de dar razão ao Chef do restaurante da piada que repasso abaixo, enviada pelo nosso leitor Osmail Dias. E isso mostra os limites reais entre as nossas boas intenções e os nossos gestos diante da problemática da vida. Talvez por isso os bons fluidos natalinos perdurem tão pouco…

_____________________

O TROCO

Um milionário, de passagem por São Paulo no período natalino, entra no luxuosíssimo restaurante e senta no piano bar.

Chama o Chef, pede uma dose de uísque Royal Salute e reserva uma mesa para jantar.

Após a quarta dose indica ao Chef que irá para a mesa, sendo atendido prontamente.

Sentado, consultando o Menu sem preços, se surpreende quando o Chef, em pé ao seu lado diz:

– Doutor, é política da casa informar aos clientes o valor das contas separadas da mesa, no seu caso a do piano bar: sua despesa foi de R$ 0,60.

– Acho que houve um engano. Eu tomei quatro doses de Royal Salute.

– Com todo o respeito, nós nunca nos enganamos: quatro doses a 0,15 centavos cada dá exatamente 0,60 centavos.

– Tudo bem, não quero discutir, vamos à comida, anote, por favor:

– Pois não…

– De entrada eu quero caviar da Ucrânia com lentilhas finlandesas; depois Salmão da Escandinávia com recheio de gengibre sul-africano e batatas inglesas douradas em queijo de cabras francesas. Ah! E para beber, um Rotchilld safra 1891.

– Ótima escolha Doutor, mas cabe a mim como chef, alertá-lo que isso ficará um pouco caro.

– Olha amigo primeiro eu não perguntei o preço e, segundo, estou achando que isso aqui é uma casa de malucos, mas já que você quer, fale.

– Pois não Doutor, o seu pedido vai ficar em R$ 18,00.

– Você está querendo me sacanear? Cadê o dono dessa merda?

– Está lá em cima com a minha mulher.

– E o que é que ele está fazendo lá em cima com a sua mulher?

– O mesmo que eu estou fazendo aqui embaixo com o restaurante dele…

quarta-feira, 23 dezembro, 2009 Posted by | Comentário, Humor, Repassando... | , , | Deixe um comentário

Para rir ao crepúsculo…

blogue-geraldao2-11

Sempre as loiras…
Perto do Largo do Arouche, em São Paulo, um bebê cai da janela de um prédio. Uma loira que ia passando pela calçada vê o nenenzinho se precipitando velozmente em direção ao solo e imediatamente sai correndo em disparada, colocando-se bem debaixo do bebê, a tempo de ampará-lo em seus braços, conseguindo assim salvar a criança. A loira é aplaudida por todos que assistiram à cena. Um senhor não se contém e a elogia:
– Puxa, parabéns! Que reflexo maravilhoso!!!
E a loira:
– Gostou?!?! é Wellaton!!!

Dando bom dia a cavalo…
O marido estava sentado quieto lendo seu jornal quando sua mulher, furiosa, vem da  cozinha e senta-lhe a frigideira nas idéias. Espantado, ele levanta e pergunta:
– Por que isso agora?
– Isso é pelo papelzinho que eu encontrei na sua calça com o nome  Marylu e um número!
– Querida, lembra do dia em que fui à corrida de cavalos? Pois escute… Marylu foi o cavalo em que eu apostei, e o numero foi o quanto estavam pagando  pela aposta. Satisfeita, a mulher saiu pedindo mil e uma desculpas…
Dias depois, lá estava ele novamente sentado quando leva uma nova pancada, dessa vez com a panela de pressão. Ainda mais espantado (e zonzo), ele pergunta:
– O que foi dessa vez, meu amor?
– Seu cavalo ligou…

Teoria e prática…
Um médico encontra uma médica em um congresso. Após a palestra, saem juntos e resolvem jantar. Depois, vão para um hotel e resolvem ficar hospedados no mesmo quarto. No quarto, prosseguem com as carícias, beijos, exame físico completo e, após a relação, a doutora vai para o toalete, começa a se lavar: esfrega cada falange, metacarpo, antebraço umas 50 vezes. Da cama, o doutor observa e diz:
– Já sei qual é a sua especialidade!
A médica pergunta:
– Qual é?
– Você é cirurgiã!
– Muito bem, como você descobriu?
– Pelo jeito como você se lava.
– Também descobri sua especialidade. ..
O médico, assustado, diz:
– Impossível! Não levantei da cama, nem me lavei!
– Você é anestesista!
Surpreso, o médico pergunta:
– Como você descobriu?
– Pelo jeito que você transa: não senti nada…

Auto-punição…
O amigo pega o outro no banheiro fazendo xixi sentado no vaso sanitário.
– Mas o que é isto, você sabe que homens fazem xixi em pé, o que houve com você?
– É que segunda passada sai com uma loira, 1,80m, seios fartos e uma bunda inacreditável, na hora H eu brochei. Na terça sai com uma morena, 19 anos, ninfetinha, carinha de criança, na hora H brochei. Na quarta foi com uma ruiva, brochei, na quinta com uma coroa maravilhosa brochei.
O amigo, preocupado e solidário indaga:
– Tudo bem, brochar faz parte, mas por que mijar sentado no vaso??
– Depois de tudo isso, você ainda acha que eu vou dar a mão para este filho da pu*a!!!

Nada como a experiência…
Uma velha senhora foi para um safari na África e levou seu velho vira-lata com ela. Um dia, caçando borboletas, o velho cão, de repente, deu-se conta de que estava perdido. Vagando a esmo, procurando o caminho de volta, o velho cão percebe que um jovem leopardo o viu e caminha em sua direção, com intenção de conseguir um bom almoço .. O cachorro velho pensa:
– Êpa! Tô enrascado !Olhou à volta e viu ossos espalhados no chão por perto. Em vez de apavorar-se, o velho cão ajeita-se junto ao osso mais próximo, e começa a roê-lo, dando as costas ao predador. Quando o leopardo estava a ponto de dar o bote, o velho cachorro exclama bem alto:
– Cara! Este leopardo estava delicioso ! Será que há outros por aí ?
Ouvindo isso, o jovem leopardo, com um arrepio de terror, suspende seu ataque e se esgueira na direção das árvores.
– Caramba! pensa o leopardo, esse cachorro é louco!! E ele quase me pega!
Um macaco, numa árvore ali perto, viu toda a cena e logo imaginou tirar vantagem: em troca de proteção para si, informaria ao predador que o vira-lata não havia comido leopardo algum. E assim foi em direção ao leopardo. Mas o velho cachorro percebeu e ficou atento, percebendo a falseta do primata.
Devidamente informado da farsa canina, o jovem leopardo fica furioso por ter sido feito de bobo, coloca o macaco às costas e parte para atacar o cachorro abusado.
O velho cachorro vê o leopardo furioso vindo em sua direção com o macaco nas costas, vira-lhe novamente as costas e quando estavam perto o bastante exclama:
– Onde estará aquele macaco safado? Tô morrendo de fome! Ele disse que ia trazer outro leopardo para mim e não chega nunca!
Moral da história: não mexa com cachorro velho. Idade e habilidade se sobrepõem à juventude e intriga. Sabedoria só vem com idade e experiência.

segunda-feira, 16 fevereiro, 2009 Posted by | Humor, Repassando... | | Deixe um comentário

Investimentos: para refletir…

Veja bem…
Se em janeiro de 2005, você tivesse comprado R$ 1.000,00 em ações da Nortel Networks, um dos gigantes da área de telecomunicações, hoje teria apenas R$ 59,00!

Se na mesma data, tivesse investido R$ 1.000,00 em ações da Lucent Technologys, outro gigante da área de telecomunicações, hoje teria R$ 79,00!

Agora, se você tivesse uma ano após, em janeiro/2006, gasto R$ 1.000,00 em Skol (entenda, em cerveja, não em ações), tivesse bebido tudo e vendido somente as latinhas vazias, hoje teria R$ 80,00!!!

Conclusão: no cenário econômico atual, você perde menos dinheiro ficando sentado e bebendo cerveja o dia inteiro…

Porém, ora direis: quem bebe vive menos! Verdade, eu vos direi no entanto: menos triste, menos deprê, menos tenso, menos p. da vida! Pensem nisso…

E… Se for dirigir, não beba nem um pouquinho, (pois a TV pode te pegar pra vítima do noticiário, ou a fiscalização pode te exigir propina!). Se for beber demais, me chama! Se não me chamar, pelo menos me manda umas latinhas!

quarta-feira, 1 outubro, 2008 Posted by | Humor, Repassando... | , | Deixe um comentário