Livre pensar é só pensar!

Para não desligar os neurônios

Agora, canalha nacional de branco, só resta sabotar e torcer contra…

QUEM SÃO OS MÉDICOS CUBANOS QUE CHEGAM AO BRASIL NESTE FIM DE SEMANA

O Conselho Federal de Medicina, que lidera o boicote ao programa ‘Mais Médicos’, declarou nesta 5ª feira que a vinda de profissionais cubanos ‘coloca em risco a saúde da população’. Curioso. Por ilação poderíamos entender que na visão do CFM, os brasileiros discriminados pelo elitismo corporativo estariam mais seguros se deixados à própria sorte. Os termos do acordo divulgados pelo Ministério da Saúde desautorizam o terrorismo em torno da chegada dos primeiros 400, de um total de 4 mil médicos cubanos contratados para trabalhar no país.Os primeiros profissionais chegam neste fim de semana e passarão por avaliação de três semanas juntamente com os demais médicos com diploma do exterior. Os cubanos que trabalharão no Brasil já participaram de outras missões internacionais: 42% deles já estiveram em pelo menos dois países, entre mais de 50 que já fizeram acordos semelhantes com Cuba. Todos têm especialização em Medicina da Família. A experiência também é alta: 84% têm mais de 16 anos de exercício da Medicina. Esse perfil atende ao requisito de trazer profissionais credenciados no atendimento a populações em situação de vulnerabilidade. Os médicos terão autorização especial para trabalhar por três anos exclusivamente nas áreas designadas pelo governo brasileiro.

(Via cartamaior.com.br)

Anúncios

quinta-feira, 22 agosto, 2013 Posted by | Repassando... | , | 1 Comentário

A fuga das lembranças…

Mensagem original Assunto: ALZHEIMER – MÃO ESQUERDA – INTERESSANTÍSSIMO!!!

Repassada pelo navegante Carlos Germer, SC.
Enviada: 11/08/2013 22:55
Obs: Roberto Goldkorn é psicólogo e escritor.
Meu pai está com Alzheimer. Logo ele, que durante toda vida se dizia ‘o Infalível’. Logo ele, que um dia, ao tentar me ensinar matemática, disse que as minhas orelhas eram tão grandes que batiam no teto. Logo ele que repetiu, ao longo desses 54 anos de convivência, o nome do músculo do pescoço que aprendeu quando tinha treze anos e que nunca mais esqueceu: esternocleidomastóideo.
O diagnóstico médico ainda não é conclusivo, mas, para mim, basta saber que ele esquece o meu nome, mal anda, toma líquidos de canudinho, não consegue terminar uma frase, nem controla mais suas funções fisiológicas, e tem os famosos delírios paranóicos comuns nas demências tipo Alzheimer. Ali� �, fico até mais tranqüilo diante do ‘eu não sei ao certo’ dos médicos; prefiro isso ao ‘estou absolutamente certo de que….’, frase que me dá arrepios.
E o que fazer… para evitarmos essas drogas?
Como?
Lendo muito, escrevendo, buscando a clareza das idéias, criando novos circuitos neurais que venham a substituir os afetados pela idade e pela vida ‘bandida’.
Meu conselho: é para vocês não serem infalíveis como o meu pobre pai; não cheguem ao topo, nunca, pois dali só há um caminho: descer. Inventem novos desafios, façam palavras cruzadas, sukoku, forcem a memória, não só com drogas (não nego a sua eficácia, principalmente as nootrópicas), mas correndo atrás dos vazios e lapsos.
Eu não sossego enquanto não lembro do nome de algum velho conhecido, ou de uma localidade onde estive há trinta anos.. Leiam e se empenhem em entender o que está escrito, e aprendam outra língua , mesmo aos sessenta anos.
Coloquem a palavra FELICIDADE no topo da sua lista de prioridades: 7 de cada 10 doentes nunca ligaram para essas ‘bobagens’ e viveram vidas medíocres e infelizes – muitos nem mesmo tinham consciência disso.
Mantenha-se interessado no mundo, nas pessoas, no futuro. Invente novas receitas, experimente (não gosta de ir para a cozinha? Hum… Preocupante).
Lute, lute sempre, por uma causa, por um ideal, pela felicidade.
Dicas para escapar do Alzheimer:
Uma descoberta dentro da Neurociência vem revelar que o cérebro mantém a capacidade extraordinária de crescer e mudar o padrão de suas conexões.
Os autores desta descoberta, Lawrence Katz e Manning Rubin (2000), revelam que NEURÓBICA, a ‘aeróbica dos neurônios’, é uma nova forma de exercício cerebral projetada para manter o cérebro ágil e saudável, criando novos e diferentes padrões de atividades dos neurônios em seu cérebro. Cerca de 80% do nosso dia-a-dia é ocupado por rotinas que, apesar de terem a vantagem de reduzir o esforço intelectual, escondem um efeito perverso: limitam océrebro.
Para contrariar essa tendência, é necessário praticar exercícios ‘cerebrais’ que fazem as pessoas pensarem somente no que estão fazendo, concentrando-se na tarefa. O desafio da NEURÓBICA é fazer tudo aquilo  que contraria as rotinas, obrigando o cérebro a um trabalho adicional. Tente fazer um teste:
– use o relógio de pulso no braço contrário; – escove os dentes com a mão contrária da de costume; – ande pela casa de trás para frente; (vi na China o pessoal treinando isso num parque); – vista-se de olhos fechados; – estimule o paladar, coma coisas diferentes; – veja fotos de cabeça para baixo; – veja as horas num espelho; – faça um novo caminho para ir ao trabalho.
A proposta é mudar o comportamento rotineiro! Tente, faça alguma coisa diferente com seu outro lado e estimule o seu cérebro. Vale a pena tentar! Que tal começar a praticar agora, trocando o mouse de lado? Que tal começar agora enviando esta mensagem, usando o mouse com a mão esquerda? FAÇA ESTE TESTE E PASSE ADIANTE PARA SEUS (SUAS) AMIGOS (AS). ‘Critique menos, trabalhe mais. E, não se esqueça nunca de agradecer!’ Sucesso para você!!!
A cada 1 minuto de tristeza perdemos a oportunidade de sermos felizes por 60 segundos.
_______________________________________________________________________________________________
PS: a imagem acima foi inserida por este blogueiro.

quinta-feira, 22 agosto, 2013 Posted by | Repassando... | , | Deixe um comentário

Argumento lúcido contra a hipocrisia e o corporativismo médico…

Repassado pelo navegante Carlos Germer, SC.

Médicos. Importar ou não?

Seg, 29 de Julho de 2013 13:59

Artigo do juiz de Direito aposentado Benedito Felipe Rauen Filho,  publicado no sábado (27/7), no jornal Correio do Povo

Um dos temas polêmicos do momento envolve o anúncio do governo federal de que buscaria médicos fora do país que aceitassem trabalhar em cidades ermas e inóspitas, desde que o Programa Mais Médicos venha a fracassar, uma vez que a população de tais lugares está carente de médicos e os profissionais brasileiros nelas não aceitam se estabelecer.

Noticiário dos últimos dias deu conta de que nem sequer na periferia de Porto Alegre os médicos estão aceitando trabalhar. As entidades representativas dos médicos são contra a proposta governamental e têm argumentos diversos, mas um dos principais é no sentido da inutilidade de mandar médicos para cidades que têm pouco ou nenhum recurso complementar, tais como hospitais, laboratórios, enfermeiros, etc., o que deixaria aqueles sem condições de um atendimento ideal aos pacientes.

Deixando de lado — não por ser questão desprezível, mas pela limitação do espaço do texto — as distorções quanto às verbas destinadas à saúde pública, penso, com o devido respeito que merecem os profissionais da saúde, que o argumento da inutilidade por falta de estrutura não se sustenta ou pelo menos é insuficiente. Claro que o ideal seria que em todas as pequenas cidades houvesse a mínima estrutura necessária para um bom atendimento médico.

Mas se o cobertor é curto, vamos então ficar totalmente ao relento? Não seria melhor cobrir o que fosse possível? Há que lembrar os médicos de antigamente, muitas vezes o único da cidade, sem auxiliares e laboratórios, exercendo a medicina em todos os seus ramos, embora com limitações. Certamente perdiam muitos pacientes pela impossibilidade de um atendimento ideal ou por falta de especialização. Mas e quantos salvavam somente com atendimento medicamentoso ou pequenas cirurgias? Tive um familiar que se estabeleceu em uma então cidadezinha do interior de Santa Catarina nos anos 1950, que lá era o único médico, e que nas cirurgias que procedia ele mesmo anestesiava o paciente.

Era o ideal? Claro que não, mas era o possível. Hoje ele certamente seria objeto de procedimento administrativo por exercer ramo para o qual não tinha especialidade. Ora, se com nenhum médico muitas vidas se perdem ou os doentes sofrem e ficam à mercê de chás e benzedeiras, certamente com um, ainda que sem a estrutura ideal, o número de perdas seria menor e o de atenuação de sofrimentos certamente bem maior. Além do mais, havendo médico em uma cidade sem recursos, ante os seus reclamos, as entidades representativas se mobilizariam junto aos entes públicos para suprir o que fosse possível, conquista que certamente integra o ideal de bem servir às pessoas.

Pela manutenção de médicos brasileiros em todo o território nacional, mas se não for possível, que venham os estrangeiros. Os cidadãos, especialmente os pobres, não querem saber onde nasceu o seu médico. Querem alívio para a sua dor ou cura para a sua doença.

Benedito Felipe Rauen Filho Juiz de Direito aposentado
_________________________________________________________________________________________________________________________
PS: a imagem acima foi inserida por este blogueiro.

segunda-feira, 19 agosto, 2013 Posted by | Repassando... | | Deixe um comentário

Mais uma da banda canalha da categoria médica…

Denúncias

Dr. Rosinha: Coação para assinar abaixo-assinado contra o Mais Médicos

publicado em 14 de agosto de 2013 às 11:12

por Dr. Rosinha, especial para o Viomundo

Uma conceituada cidadã curitibana, viúva de um médico, me telefonou na semana passada. No momento do telefonema estava indignada com o que acabara de acontecer com ela. Tinha acabado de sair de um consultório médico e, perplexa, me conta o ocorrido.

Relata que na sala de espera, antes de entrar para a consulta ortopédica, foi “convidada” a assinar um abaixo-assinado contra o Programa Mais Médicos, do Ministério da Saúde.

Coloco a palavra “convidada” entre aspas porque ela sentiu-se ameaçada pelo “convite”. Disse-me: “se assino, sou bem atendida. Se não assino, quem me garante que serei bem atendida, ou serei discriminada?”

Fez a opção de não assinar, até por que concorda com o programa do Ministério da Saúde. Mas, ao não assinar, surpreendeu a secretária, que disse: “mas todos que aqui vêm assinam. Já são quase mil pessoas que assinaram e a senhora é a única que se nega a fazer isso”.

Assim que acaba de relatar, me pergunto: será que os outros sabiam o que estavam assinando? Ou assinaram ignorando o significado? Ou assinaram por se sentirem coagidas?

Apesar de ela saber — pois por muitos anos viveu com um médico, que além de ser um profissional sério, honesto, ético e competente, sempre teve compromisso com a cidadania e na defesa da saúde pública —, procurei acalmá-la dizendo que, acima de tudo, o médico tem o compromisso com a ética, com a saúde e com a vida. Que jamais um bom e humano profissional, independente da área que atue, vai usar da profissão para fazer maldades. Que, no caso, o profissional jamais faria isso. Mas, sinceramente, “convidar” o paciente a assinar um texto que convém ao profissional e não ao povo, é motivo para sentir-se coagido.

Na mesma semana passada, 5 de agosto, me senti constrangido. Compareci, como todos os médicos deveriam comparecer, ao Conselho Regional de Medicina (CRM-PR) para votar. Havia eleições para a nova direção do CRM e concorriam duas chapas.

Escolher entre as duas chapas não ameaça ninguém. O que me deu constrangimento foi que, após depositar o voto na urna, sob o olhar de candidatos e fiscais de ambas as chapas, fui convidado a assinar o abaixo-assinado contra o Programa Mais Médicos. Se assino, estou de bem com a grande maioria dos médicos do Brasil, mas principalmente com aqueles que presenciaram o convite. Se não assino, como fiz, o que posso esperar?

Esta pergunta não é inocente, pois eu sei o nível (da agressividade) das mensagens que li e que recebi na internet. Uma delas, de um cidadão que se identifica como médico e professor da Universidade Federal do Paraná, me obrigou a denunciá-lo à Polícia Federal.

Como não gosto de votar sem conhecer o programa de trabalho dos candidatos e das chapas, fui lê-los e qual não foi a surpresa: nenhum deles tinha a proposta de defesa do Sistema Único de Saúde (SUS) ou de qualquer outro sistema público de saúde que garanta ao cidadão o que está disposto na Constituição.

Ao observar a ausência de defesa do direito à saúde, é mais fácil compreender a posição da entidade de se colocar contra o Programa Mais Médicos. Mas, não custa fazer uma pergunta: quando os médicos farão manifestações de rua, passeatas e abaixo-assinados contra os planos de saúde que tanto os exploram?

Na semana que passou também ocorreu o Encontro Nacional de Entidades Médicas (ENEM). Tal Encontro divulgou uma nota que não difere da ladainha rezada desde o primeiro dia da divulgação do programa Mais Médicos. Na nota, entendo que demagogicamente, reafirmam a disposição em contribuir com a saúde pública sem “compactuar com propostas improvisadas e eleitoreiras”.

Chama de proposta eleitoreira oferecer o atendimento médico ao cidadão e a cidadã. Atendimento este feito por profissional médico brasileiro, e caso não haja número suficiente, aí sim a contratação de médico estrangeiro.

Mas o ENEM, não divulgou, e era a oportunidade, nenhuma nota contra os médicos em geral que burlam o ponto e não cumprem o horário de trabalho, bem como aqueles que prestam serviços ao SUS e cobram “por fora”.

*Dr. Rosinha, médico pediatra é deputado federal (PT-PR) e presidente da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados. No twitter: @DrRosinha

quinta-feira, 15 agosto, 2013 Posted by | Repassando... | , , | Deixe um comentário

E os Telejornais da TV Globo, tão impolutos, nada falam sobre isso?

Via conversaafiada.com.br

As maracutaias da Globo offshore

Cafezinho e os mistérios da Globo no exterior

O Conversa Afiada republica texto do blog O Cafezinho:

Os mistérios da Globo no exterior

Continuemos onde paramos no post anterior, intitulado “Pizzolato é inocente, já a Globo“. Eu divulguei o documento de criação da DTH, uma corporação na Flórida, controlada pela Globo. Apenas no documento de fundação encontramos a referência à Globo. Nos outros, porém, aparece o mesmo endereço da emissora carioca, rua Afrânio de Melo Franco 135. A mesma empresa é citada no processo de concordata requerida pelos credores contra Globo:

Os documentos podem ser todos baixados neste site (clique aqui).
A princípio, não há nada demais em se criar uma corporação na Flórida ou Delaware. A Globo não é um ministro do STF, nem usou imóvel funcional como sede da empresa, como fez Joaquim Barbosa.
Meu interesse pelos negócios da Globo nos EUA é porque eles nos ajudarão a entender os motivos que poderiam levar a emissora a cometer um ato tão desesperado como mandar roubar o processo de sonegação na Receita Federal, onde constava uma dívida de R$ 615 milhões a ser paga em até 30 dias, conforme mostram os documentos que publicamos aqui.
Em 2004, o Supremo Tribunal Federal acatou (clique aqui) um pedido da Justiça suíça de enviar documentos relativos aos contratos da TV Globo e uma de suas empresas no exterior, a Globo Overseas Investments B.V. (citada no processo da Receita), com a firma suíça ISMM, posteriormente condenada duramente por corrupção e lavagem de dinheiro em negociatas dos direitos de transmissão da Copa de 2002.
No documento do STF fala-se na intenção da Suiça de participar de interrogatórios conduzidos pelo Ministério Público com os senhores Marcelo Campos Pinto e Fernando Viegas Rodrigues Filho. O primeiro era diretor da TV Globo e, segundo a Veja, o todo-poderoso da emissora na área de esportes. O outro ainda não sei, mas suponho que seja também um executivo da Globo. Por que o Ministério Público investigava esses personagens? O que eles sabiam de tão importante a ponto de autoridades suíças gastarem dinheiro de seus contribuintes para se deslocarem até aqui, participar das audiências, com apoio de tradutores? Que documentos são esses, da Globo e Globo Oversears, que interessavam às autoridades suíças?
Na internet, encontro um livro de John Horne and Wolfram Manzenreiter, intitulado “The World Cup e television futball”, que traz algumas informações sobre o caso. Segundo os autores, a Fifa descobriu que US$ 60 milhões “supostamente pagos pela TV Globo pelos direitos da Copa de 2002 jamais puderam ser rastreados”.

Como assim?
Mas cruzemos o oceano e voltemos aos Estados Unidos, onde a Globo enfrentava um problemaço por causa de uma dívida de US$ 1,18 bilhão. Um grupo de credores entrara com uma ação para exigir a concordata da Globo nos EUA, alegando que a emissora possuía, desde 1996, uma empresa instalada no país, a DTH Corp., criada na Florida. O documento de criação da DTH, assinado pelo executivo Roberto Pinheiro, representante da Globo, foi apresentado no post anterior, e pode ser baixado na íntegra aqui.
A Globo conseguiu, porém, uma liminar judicial para sustar o processo de concordata, que poderia gerar perda de patrimônio. As credoras apelaram novamente e conseguiram uma vitória que logo se tornou popular na literatura jurídica norte-americana.
Em 2004, o distrito sul da Justiça de Nova York cancelou a liminar da Globo e manteve o processo de concordata.

Se eu estiver errado, algum entendido me corrija, mas tudo leva a crer que a Globo estava em dificuldades crescentes ao final de 2004. A dívida de US$ 1,2 bilhão vinha sendo cobrada judicialmente em NY.  Segundo notícia publicada na BBC Brasil, a dívida chegava a quase US$ 2 bilhões.  Pouco mais de um ano depois, uma de suas operações em paraíso fiscal é flagrada pela Receita Federal do Brasil, que lhe aplica uma senhora multa, totalizando uma dívida de R$ 615 milhões em 2006.
Ou seja, a Globo tinha motivos para ficar, no mínimo, nervosa. A crise do mensalão, porém, lhe permitiu respirar por alguns anos, porque qualquer atitude das autoridades, naquele tempo, seria considerada uma retaliação do governo. A partir daí, tem início uma operação de larga envergadora para transformar o mensalão no símbolo da corrupção nacional, desviando a atenção da sociedade para os verdadeiramente grandes escândalos: o Banestado; a privataria; a concentração da mídia em mãos de oligarcas corruptos de um lado, e empresas ligadas ao golpe de 64, de outro; e sobretudo, uma coisa que só agora descobrimos, a existência de fortunas de brasileiros, de mais de R$ 1 trilhão, em paraísos fiscais, boa parte provavelmente fruto de sonegação e lavagem de dinheiro.
Enquanto isso, vende-se aos brasileiros que a prisão de Genoíno, que não tem um centavo no bolso, e de Pizzolato, que vive de sua aposentadoria de funcionário do Banco do Brasil, representa um marco na história da luta contra a corrupção no Brasil. Manipula-se descaradamente a justa indignação dos brasileiros, acumulada durante séculos de opressão e roubalheira, para criar uma ficção mal ajambrada, cheia de buracos, baseada na denúncia de um mentiroso. Enquanto isso, os verdadeiros corruptos, conforme se vê no escândalo do metrô em São Paulo, apontando superfaturamentos milionários desde 1998, continuam impunes! Enquanto isso, o roubo do processo da Globo não é sequer investigado pelo Ministério Público!
Um dia, porém, serão desmascarados.

quinta-feira, 8 agosto, 2013 Posted by | Repassando... | , , | Deixe um comentário

Te cuida, Francisco…

(Repassado pelo navegante Carlos Germer, SC)

Agora eu entendo o porque dos constantes pedidos do Papa Francisco, para que oremos por ele. E eu vou fazer a minha parte, por ser ele um ser de grande bondade  e dignidade.

QUE DEUS  PROTEJA O DOCE PAPA FRANCISCO !
Leia até o fim

COMEÇOU A GUERRA CONTRA O PAPA

Rumores que circulam entre a comunidade de inteligência em Roma, Itália, indicariam que os setores conservadores radicais da Igreja Católica Romana, lançaram duras críticas e ataques brutais contra o Papa Francisco, através da mídia, sites de redes sociais por sua atitude de reformador da Igreja.
Entre os argumentos apresentados como exemplo pelos católicos radicais conservadores estão:
1. O Papa Francisco violou a tradição do Vaticano, ao realizar a cerimônia do Lava-Pés, na Quinta-Feira Santa, fora do perímetro do Vaticano, em Roma, na prisão de menores “Casa de Mármore”, incluindo quatro não-católicos no ritual: duas mulheres e dois muçulmanos. Este é um ato sem precedentes na história e na tradição dos rígidos rituais da Igreja Romana, que, ao longo dos séculos, desde sua fundação, marginaliza e não considera a mulher. Os conservadores teriam visto com horror o “sacrilégio” do sorridente Papa Francisco, a quem, nas internas, tratariam por um termo pejorativo, que designa quem está sempre rindo e se dá bem com todos, indiscriminadamente.
2. A recusa do Papa Francisco de morar no apartamento papal no palácio do Vaticano, decidindo, para sua segurança pessoal, residir na residência Santa Marta, o hotel quatro estrelas do Vaticano, onde há muitas pessoas, e assim se afastar do isolamento que cerca o Papa, quando reside no Palácio Vaticano. O Papa Francisco quer estar ciente do que ocorre ao seu redor extra-muros vaticanos. No apartamento papal, estaria restrito e vigiado, controlado e supervisionado e, o mais importante, desinformado e à mercê das “hienas do Vaticano”, que já planejariam extirpá-lo de seu meio.
3. No almoço em Castel Gandolfo, quando se reuniu com Bento XVI , este teria confidenciado ao Papa Francisco que uma das causas que influenciaram sua renúncia foram as ameaças que recebeu e seu medo de ser envenenado, pois já teriam decidido seu assassinato. Ao  anunciar sua renúncia, tornando-a pública, Bento XVI, teria desmontado a suposta operação para matá-lo.
4. A cúpula encastelada no Vaticano se oporia totalmente aos planos do Papa Francisco de reformar, eliminar, modificar a pompa, o ritualismo, o luxo e a ostentação da Igreja Católica Romana. Francisco tem um desejo secreto e a ideia de permitir que as mulheres exerçam o sacerdócio católico, o que seria um terremoto de proporções avassaladoras.
5. A Cúria Romana e o poder rechaçariam o apelo público feito pelo Papa à Igreja Católica para reforçar o diálogo e as relações com o Islã. Ele seria acusado de uma teologia relativista.
6. O Papa Francisco marginalizou os mais altos cargos do Vaticano na cerimônia do Lava-Pés da Quinta-Feira Santa.
7. Acusações ao Papa Francisco de ignorar as regras e as normas da Igreja Católica Romana porque, como Papa, age sem fazer consultas ou pedir permissão de ninguém para abrir exceções às regras eclesiásticas que se referem a ele.
8. A organização Opus Dei proibiu (censurou) em todas as suas livrarias a venda do primeiro livro sobre o Papa Francisco, Troa.
9. A Promotoria Romana Anti-Corrupção fez apreensão significativa de centenas de caixas de documentos que comprometem e envolvem as finanças do Vaticano e pessoas importantes com a máfia italiana e gigantescas operações de lavagem de dinheiro e desvio de fundos do Vaticano em um mecanismo complicado para fazer desaparecer dinheiro.
Estes escândalo poderia ser o “Sansão” que derrubaria as colunas que sustentam a Capela Sistina e todos os edifícios opulentos da luxuosa estrutura do Vaticano.
10. Tanto a Opus Dei, a Maçonaria Illuminati, importantes e influentes setores bancários, econômicos, setores mafiosos italianos, além dos próprios cardeais que formam “a máfia e o poder do Vaticano” estariam em perigo iminente devido ao confisco dessas caixas de documentos supremamente comprometedores por parte da Promotoria Romana Anti-Corrupção e pela intenção do Papa Francisco de sanear e colocar ordem nas finanças do Vaticano e em todos os negócios e empresas de investimento deste Estado religioso bilionário.
11. Outra coisa que teria deixado esses grupos da retaguarda do poder extremamente irritados e furiosos é que o Papa Francisco não concorda que os infratores de batina vivam na área do Vaticano, refugiados, escondidos, evadidos de enfrentar a lei. Para isso, já emitiu instruções que quem tem processos pendentes ou acusações criminais deixe o solo do Vaticano, porque, em seu pontificado, o Vaticano não será o santuário dos infratores da lei…
Imaginem o que vem por aí!
Deus proteja o doce Papa Francisco dos lobos ferozes, que já estariam rondando a caça!

PS: a Imagem acima foi inserida por este blogueiro.

quinta-feira, 8 agosto, 2013 Posted by | Repassando... | , , | Deixe um comentário

Caso Snowden: a cronologia criminosa global do Titio e seus asseclas…

É impressionante o despudor com que a canalha ianque lança mão de todos os recursos (legais ou não, imorais ou não) para manter e/ou ampliar a sua prática imperialista, dando uma de xerife global e fazendo tudo aquilo que condena nos outros. Façam o que eu digo, mas não façam o que eu faço, é o lema do Titio. E por falar nisso, descubro tardiamente que o Tio Sam, em verdade, é extremamente democrático e segue à risca a democracia original grega: pobre e escravo não decidiam nada, as parcerias democráticas de defesa se esfacelavam e renasciam ao sabor das conveniências das cidades-estado e a dominação sobre as demais nações era “democraticamente” exercida no jugo militar. Se repararam, parece demais com a democracia que os ianques exerceram e/ou exercem no mundo: Vietnã, América Latina, Oriente Médio e África. Então, sendo tão helenicamente democrático, torna-se profundamete natural a sua prática de espionagem recém-denunciada, a postura arrogante de traída pelos denunciadores e, por fim, diante do mal estar internacional, chegar ao cúmulo de fechar várias embaixadas suas no mundo, sob o pretexto de evitar atentados descobertos pela denunciada espionagem. Não deu nenhum detalhe dos seus argumentos para tal. Apenas disse que a espionagem realizada permitiu evitar os atentados que estariam programados. Assim, fica fácil justificar até o assassinato da mãe…

Se o estômago permitir, dêem uma olhada nas notícias sob o caso mais recente de denúncia do protagonismo criminoso da “democracia grega” dos famigerados EUA…
_______________________________________________________________________________________________________

Caso Snowden entra no caminho de Cristina Kirchner na ONU
A presidenta Cristina Kirchner discursará nesta terça (6) no Conselho de Segurança da ONU, tendo como pano de fundo a atual tensão nas relações entre Washington e Moscou. Como ela e seus parceiros regionais lidarão com o caso Snowden, neste momento em que Argentina acaba de assumir a presidência do conselho? Por Martín Granovsky, do Página 12 > LEIA MAIS |                          Internacional | 06/08/2013
_____________________________________________________________________________________________
Nós somos a alta tecnologia da espionagem global
Todas as fantasias dos adeptos das teorias conspiratórias que imaginavam os EUA espionando cada canto do planeta com satélites e dispositivos ultra tecnológicos viraram fumaça em um par de dias. A alta tecnologia da espionagem global somos nós mesmos, não satélites espiões, nem raios invisíveis. Nós entregamos nossos correios, nossos segredos, as fotos e os nomes de nossos filhos e irmãos, de nossos amigos, envoltos em um papel de presente transparente. Especialistas em tecnologias da informação concordam: é imperativo mudar nossa cultura na rede. Por Eduardo Febbro, de Paris > LEIA MAIS |                          Internacional | 04/08/2013
______________________________________________________________________________________
Foram Manning, Snowden e Assange que correram riscos para expor crimes
Manning fez algo muito corajoso para tornar públicas as maquinações do modo de fazer guerra moderna dos EUA. Edward Snowden expôs a sofisticação e alcance extraordinários do sistema de vigilância. E Julian Assange se senta entre as quatro paredes de seu reduto, perseguido pelo crime de publicar. Por Amy Goodman, Democracy Now > LEIA MAIS |                          Internacional | 04/08/2013
_____________________________________________________________________________________
EUA financiam agência de espionagem eletrônica britânica
Em um novo capítulo da novela que devemos a Edward Snowden, o jornal britânico The Guardian revela que a GCHQ recebeu nos últimos três anos cerca de 160 milhões de dólares de financiamento de sua homóloga estadunidense, a Agência Nacional de Segurança. As duas organizações são responsáveis pelo desenvolvimento de novas tecnologias para a interceptação massiva do tráfego pela internet. Por Marcelo Justo, de Londres > LEIA MAIS |                          Internacional | 04/08/2013
_______________________________________________________________________________________
Ferramenta do governo estadunidense coleta “praticamente tudo que um usuário faz na internet”
XKeyscore, programa da Agência de Segurança Nacional norte-americana, não requer qualquer autorização para que agentes vasculhem e-mails, bate-papos e históricos de navegador. A cada dia, diz relatório da própria Agência de Segurança Nacional, entre 1 e 2 bilhões de registros eram adicionados aos servidores. > LEIA MAIS |                          Internacional | 01/08/2013
______________________________________________________________________________________
Caso Snowden está mudando o mundo digital
O caso Edward Snowden nos levou a mudar de mundo, a modificar nossos hábitos no mundo digital e a exigir dos poderes públicos uma intervenção mais decisiva nesta área. É isso o que disse à ‘Carta Maior’ Isabelle Falque-Pierrotin, a presidenta da Comissão Nacional de Informática e Liberdades (CNIL), organismo francês encarregado de cuidar da proteção dos dados pessoais. Por Eduardo Febbro, de Paris > LEIA MAIS |                          Internacional | 31/07/2013
__________________________________________________________________________________________________
Centro de ciber-espionagem do Reino Unido é maior que o dos EUA
O Government Communications HeadQuarter é o quartel general de espionagem na rede do Reino Unido, o “Grande Irmão” inglês. Considerado mais intrometido até que o centro de dados de Utah, da NSA americana. Nenhum só bit se move na rede sem que esse monstro o classifique, o agrupe e cuspa o resultado. Um grande templo à repressão. Por ‘Tarcoteca Contrainformação’ > LEIA MAIS |                          Internacional | 27/07/2013
_________________________________________________________________________________________________
Caso Snowden tem um giro de 180 graus Informações de que Estados Unidos ainda não formalizaram um pedido de extradição contra Snowden, dirigido ao governo de Moscou, e de que as autoridades de imigração da Rússia concederam ao “whistleblower” documentos provisórios provocaram uma reviravolta de 180 graus no caso. Por Flávio Aguiar > LEIA MAIS |                          Internacional | 25/07/2013
______________________________________________________________________________________________
Snowden não se equivocou ao fugir dos EUA
Snowden acha que não fez nada mal. Estou absolutamente de acordo. Mais de 40 anos depois da publicação, sem permissão, dos Papéis do Pentágono por minha parte, essas filtrações continuam sendo o sangue vital de uma imprensa livre e de nossa república. Por Daniel Ellsberg > LEIA MAIS |                          Internacional | 24/07/2013
____________________________________________________________________________________________
América Latina está bastante furiosa e a Europa, um pouquinho
Diante da espionagem dos EUA e do constrangimento causado a Evo Morales, nações latino-americanas elevaram o tom contra os norte-americanos e ofereceram asilo a Snowden. Mas depois se descobriu que também europeus haviam sido espionados. Eles tiveram de reclamar, ainda que num tom mais baixo. Por Juan Gelman, Página 12 > LEIA MAIS |                          Política | 18/07/2013
______________________________________________________________________________________________
Espionagem global: ‘A liberdade de cada cidadão está ameaçada’
À Carta Maior, o advogado Patrick Baudouin, presidente de honra da Federação Internacional de Direitos Humanos (FIDH), explica as bases da ação judicial na França contra a Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos e várias empresas de internet. > LEIA MAIS |                          Internacional | 16/07/2013
____________________________________________________________________
As implicações político-jurídicas do caso Snowden no Brasil
Brasil possui somente uma lei que trata do crime de espionagem, e ela é do final do regime militar. Essa prática ensejaria o enquadramento na Lei de Segurança Nacional de n. 7170/83. Além disso, após a Constituição de 1988, e coincidentemente no período FHC, entrou em vigor a lei 9296/96, que buscava regulamentar as interceptações telefônicas. Por Andre Luiz Hoffmann > LEIA MAIS |                          Internacional | 16/07/2013
______________________________________________________________________________________________
Batendo à qualquer porta: a saga de Snowden em busca de asilo
O mais importante não são revelações específicas sobre as vigilâncias doméstica e estrangeira, mas a revelação de que os EUA creem que podem dominar a América Latina e o mundo todo. Por Norman Pollack, do Counterpunch. > LEIA MAIS |                          Internacional | 15/07/2013
____________________________________________________________________
Mauro Santayana Punição para os hitlernautas
Os hitlernautas não devem ser subestimados. É melhor que a sociedade os conheça. A apologia da quebra do estado de direito é crime e deve ser combatida com os rigores da lei.  Cabe ao Ministério Público, com a ajuda da Polícia Federal, identificá-los e denunciá-los à Justiça, para que sejam julgados e punidos, em defesa da democracia. > LEIA MAIS |                          Colunistas | 14/07/2013
____________________________________________________________________________________________
Contratada no governo FHC, Booz-Allen já operava como gabinete paralelo da comunidade da informação dos EUA
No portfólio da Booz-Allen, estão algumas das áreas em que a empresa atuou e que, a partir de agora, dadas as acusações de espionagem, estão sob suspeita. As “reformas governamentais” dos anos 1990 aparecem em destaque. A empresa orientou a reforma do sistema eleitoral do México e a privatização de empresas em diferentes países, incluindo os setores de bancos, energia, siderurgia e telecomunicações no Brasil. > LEIA MAIS |                          Internacional | 14/07/2013
_______________________________________________________________________________________
Argentina também foi alvo do grande grampo
A presidenta Kirchner pediu ao Mercosul que eleve seu protesto na reunião da semana passada. Dilma e seu chanceler já intercambiaram reclamações com Washington, que, por sua vez, dobra a aposta para recuperar Snowden. “Petróleo” e “energia”, duas das palavras que serviram como filtro para a captura de mensagens. Por Martín Granovsky, Página 12 > LEIA MAIS |                          Internacional | 14/07/2013
________________________________________________________________________________________
Luiz Flávio Gomes
EUA invadem a privacidade do mundo inteiro Sob o pretexto de que é preciso atacar o terrorismo, as ações do Tio San se estendem por todo planeta. Com ameaças e ataques contínuos, mantém-se a estratégia da submissão da cidadania por meio do medo. > LEIA MAIS |                          Colunistas | 13/07/2013
_______________________________________________________________________________________
O objeto de desejo, a obsessão de Obama
Encalhado em Moscou, sem ter para onde ir, Edward Snowden resolveu pedir asilo à Rússia. Será o primeiro passo para poder ir para um dos três países – a Nicarágua, a Venezuela e a Bolívia – que ofereceram asilo ao ex técnico terceirizado da CIA que desmontou uma das grandes farsas do governo de Barack Obama. > LEIA MAIS |                          Internacional | 13/07/2013
______________________________________________________________________________________
O fator Snowden: A América do Sul diante do impulso imperial A América do Sul diante do impulso imperial O caso do ex-toupeira da CIA deixará mais incertas e complexas as relações entre a América Latina e os EUA. Entretanto, mesmo sem justificar a espionagem norte-americana nem o maltrato a Evo Morales na Europa, os presidentes da região deveriam evitar que o episódio contribua para colocar o continente outra vez na mira de Washington. Por Juan Gabriel Tokatlian, para o La Nacion > LEIA MAIS |                          Política | 12/07/2013
_____________________________________________________________________________________
Snowden fala no aeroporto de Moscou.
Leia íntegra Leia aqui a íntegra do pronunciamento de Edward Snowden no aeroporto internacional de Moscou, feito nesta sexta-feira (12), às 17 horas de Moscou, e divulgado pelo site Wikileaks (disponível também no site do jornal ‘The Guardian’). Tradução de Flávio Aguiar > LEIA MAIS |                          Internacional | 12/07/2013

___________________________________________________________

Empresa do espião Snowden foi consultora-mor do governo FHC
No governo de Fernando Henrique Cardoso, a Booz-Allen, na qual trabalhava o espião Edward Snowden, foi responsável por consultorias estratégicas contratadas pela esfera federal. Incluem-se aí o “Brasil em Ação” (primeiro governo FHC) e o “Avança Brasil” (segundo governo FHC), entre outras, como as dos programas de privatização (saneamento foi uma delas) e a da reestruturação do sistema financeiro nacional. > LEIA MAIS |                          Internacional | 10/07/2013
__________________________________________________________________________________________
Evo Morales, a América Latina e a afronta da prepotência
Não satisfeitos em afundar num lodaçal econômico arrasando conquistas sociais de décadas, alguns países europeus acreditam que ainda podem exibir as galas da impertinência imperial. Fazem um jogo de espelhos, em que a realidade é refletida pelo avesso: se submetem, vergonhosamente, aos desígnios do império norte-americano, enquanto agem com a América Latina como o império que alguma vez souberam ser. Por Eric Nepomuceno. > LEIA MAIS |                          Internacional | 09/07/2013
_____________________________________________________________________________________________
Um terremoto chamado Snowden
Se houvesse uma escala para efeitos de denúncias internacionais, como há a Richter para os terremotos, o caso Snowden estaria no topo. De certo modo, as revelações do ex-espião norte-americano são mais impactantes do que as feitas tempos atrás por Julian Assange, com o auxílio de Bradley Manning. > LEIA MAIS |                          Internacional | 09/07/2013
______________________________________________________________________________________________
O que há por trás
Em sua segunda intervenção depois de regressar a La Paz vindo de Moscou, e após ter tido o avião retido na Europa, o próprio Evo Morales se meteu na análise política. Falando de si mesmo em terceira pessoa disse: Qual era o objetivo central? Qual era a meta? Só assustar, amedrontar? Por Martín Granovsky, do Página 12 > LEIA MAIS |                          Internacional | 08/07/2013
________________________________________________________________________________________
Vestígios de colonialismo e humilhação
Recém o presidente da Bolívia conseguiu algo tão simples como voltar à La Paz em voo de Moscou. Enquanto isso, se transformou em alvo e símbolo da determinação dos EUA por resguardar a qualquer custo sua vontade de exercer o poder cru e seu dispositivo de segurança e inteligência. A discussão legal. O repúdio da Unasul e do secretário da OEA. > LEIA MAIS |                          Internacional | 08/07/2013
______________________________________________________________________________________
As redes de espionagem secreta das democracias ocidentais
O episódio infame que fez com que o avião do presidente Evo Morales fosse bloqueado em Viena com base em um rumor infundado lançado pela Espanha, segundo o qual o ex-agente da NSA norteamericana, Edward Snowden, se encontrava a bordo é a consequência de uma caçada humana lançada pelo Ocidente em nome de um novo delito: a informação. Os “aliados” se espionam entre si e espionam o mundo. Quando alguém resolve denunciar a ditadura tecnológica universal torna-se um delinquente. Por Eduardo Febbro, de Paris. > LEIA MAIS |                          Internacional | 07/07/2013
_____________________________________________________________________________________
Ignacio Ramonet: ‘Somos todos vigiados’ Snowden, Manning e Assange são defensores da liberdade de expressão, lutam em favor da democracia e dos interesses de todos os cidadãos do planeta. Hoje são assediados e perseguidos pelo “Grande Irmão” norte-americano. Por que os três heróis do nosso tempo assumiram correr semelhante riscos, que podem custar a sua própria vida? Por Ignacio Ramonet > LEIA MAIS |                          Internacional | 07/07/2013
__________________________________________________________________________________________
Jeferson Miola
Os vassalos do império
A ação de Itália, França, Espanha e Portugal contra Evo escandaliza não só por ofender o ordenamento jurídico internacional, mas por revelar a vassalagem da elite europeia aos caprichos imperiais dos EUA. Frente à hiperpotência dominante, se mostraram uma hipocolônia submissa. > LEIA MAIS |                          Colunistas | 04/07/2013
_____________________________________________________________________________
Embaixada do Equador em Londres foi alvo de espionagem
Sede diplomática do Equador no Reino Unido estava sendo espionada. Um microfone foi descoberto no registro de um aquecedor elétrico no escritório da embaixadora Ana Alban há duas semanas, durante a visita do chanceler equatoriano a Londres em sua tentativa de encontrar uma saída diplomática para o caso Assange. Empresa de segurança suspeita nega ter plantado os microfones na embaixada. Por Marcelo Justo. > LEIA MAIS |                          Internacional | 04/07/2013
_______________________________________________________________
Todos de joelhos?
Depois da verborragia dos governantes europeus que fizeram coro contra o sistema de vigilância americano contra países amigos, o silêncio evidencia apenas uma pergunta: que país, entre aliados e nem tanto aliados dos Estados Unidos, está realmente disposto a desafiar a nação mais poderosa do mundo e conceder asilo a Edward Snowden? Por Elizabeth Carvalho, de Berlim > LEIA MAIS |                          Internacional | 04/07/2013
_______________________________________________________________
A covardia europeia contra o presidente Evo Morales
Os europeus, os campeões da defesa da democracia, do Estado de Direito e da liberdade, demonstraram que suas relações com a Casa Branca estão acima de tudo e que podem pisotear os direitos de um avião presidencial caso isso seja preciso para que o grande império não se incomode com eles. Um rumor infundado sobre a presença no avião presidencial boliviano do ex-espião estadunidense Edward Snowden, conduziu a um sério incidente diplomático aeronáutico entre Bolívia, França, Portugal e Espanha. Por Eduardo Febbro. > LEIA MAIS |                          Internacional | 03/07/2013

________________________________________________________________________________________

Rede de espionagem dos EUA causa indignação na Europa
Os europeus acabam de descobrir os golpes baixos que se escondem por trás da palavra “aliança”. Segundo revelou o semanário alemão Der Spiegel, Washington espiona de maneira constante representantes e ocupantes de cargos da União Europeia, além de registrar, a cada mês, cerca de 500 milhões de comunicações realizadas por telefone ou pela internet na Alemanha. Concretamente, a Agência de Segurança Nacional (NSA) ocultou microfones e se infiltrou nas redes informática da delegação da União Europeia em Washington. Por Eduardo Febbro, de Paris. > LEIA MAIS |                          Internacional | 30/06/2013
__________________________________________________________________________________
Porque o Equador seria o refúgio ideal para Edward Snowden
Será ótimo se Edward Snowden conseguir chegar ao Equador, tanto para ele quanto para o mundo. O governo equatoriano, incluindo o presidente Rafael Correa, provou sua firmeza ao enfrentar as ameaças e abusos ocorridos ano passado quando garantiu asilo a Julian Assange. Por Mark Weisbrot > LEIA MAIS |                          Internacional | 28/06/2013
_________________________________________________________________________________
Flávio  Aguiar
Os Davis, os Golias e a ‘questão Snowden’
De um lado estão Edward Snowden, Bradley Manning, e Julian Assange, fechando o círculo dos Davis. O lado dos Golias conta com as agências de segurança e inteligência dos governos dos EUA e do Reino Unido. Poderia ser um romance de John Le Carré. Aliás, espero que venha a ser. > LEIA MAIS |                          Colunistas | 24/06/2013

quarta-feira, 7 agosto, 2013 Posted by | Comentário, Repassando... | , , | Deixe um comentário